Enjin arrecada US$ 19 milhões para desenvolver blockchain de NFTs na Polkadot

31/03/2021 - 13:22
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Efinity quer solucionar os problemas enfrentados por outras redes que processam NFTs, como Ethereum e Flow (Imagem: Twitter/Enjin)

A empresa de desenvolvimento em blockchain Enjin arrecadou US$ 18,9 milhões para desenvolver uma rede blockchain baseada na Polkadot para tokens não fungíveis (NFTs).

A rede, chamada de Efinity, terá seu próprio token, chamado Efinity Token (EFI), disse Witek Radomski, diretor de tecnologia da Enjin, ao The Block. O capital recém-arrecadado foi assegurado pela venda de tokens EFI, afirmou Radomski.

Crypto.com Capital, DFG Group e Hashed Ventures lideraram a rodada de financiamento, com participação da BlockTower, Blockchain.com Ventures, Fenbushi Capital, Arrington XRP Capital e outros.

Enjin não é nova no setor de NFTs. Criou o padrão ERC-1155 para NFTs em 2017, utilizado por empresas como Microsoft e Nike.

A Microsoft usa ERC-1155 para recompensar a comunidade de desenvolvedores Azure com “distintivos NFTs exclusivos com escassez comprovável, com base em suas contribuições e conquistas”, afirmou Bryana Kortendick, vice-presidente de operações da Enjin, ao The Block.

Já a Nike patentou um sistema para a tokenizar sapatos na Ethereum usando o padrão ERC-1155.

O novo blockchain Efinity será especificamente criado para NFTs e está sendo desenvolvido como um “parachain” — ecossistema de sub-blockchains interconectados e de aplicação específica — na Polkadot, segundo Radomski.

Quando perguntado sobre como Efinity irá se diferenciar da Ethereum e do Flow, blockchain desenvolvido pelo Dapper Labs, Radomski afirmou que Efinity visa solucionar os pontos de fricção que usuários e desenvolvedores enfrentam nos dois blockchains.

Ao interagir com NFTs desenvolvidos na Ethereum, fricções como “taxas de transação, o requisito de possuir ether (ETH), segurança de contas, aplicações desconexas e segurança problemática em multiassinaturas” são presentes, segundo Radomski.

Embora Flow esteja abordando algumas dessas questões, desenvolveram o blockchain do zero, junto com sua própria linguagem de scripts, o que pode apresentar desafios, de acordo com Radomski.

“Flow pode ter desafios se não for capaz de atrair nós suficientes para se tornar suficientemente descentralizado e também podem enfrentar uma árdua batalha para convencer desenvolvedores a aprenderem sua própria linguagem de programação”, disse ele.

“No Efinity e na Polkadot, desenvolvedores podem usar Rust, que é uma linguagem bem-utilizada, e cada parachain irá se beneficiar da segurança combinada de toda a rede Polkadot.”

“Por fim, cada parachain poderá interagir com outros parachains usando XCMP [Transmissão de Mensagens entre Blockchains], criando um poderoso efeito de rede”, contou Radomski.

A previsão é que a Fase Um da Efinity poderá ser lançada no fim deste ano ou no início de 2022.

“Após esse ponto, iremos continuar nosso roadmap [roteiro de desenvolvimento], acrescentando mais funcionalidade planejada ao blockchain por meio de atualizações e governança descentralizada”, disse ele.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 31/03/2021 - 13:22

Pela Web