Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Fundo imobiliário do Credit Suisse vai aproveitar em cheio a retomada do mercado

22/01/2020 - 17:45
Fundo deverá reajustar aluguéis em 2020 e em 2021 (Imagem: Unsplash/@luqizilla)

Para a Necton, o fundo CSHG Prime Offices (HGPO11) deverá aproveitar o novo momentum do mercado imobiliário no Brasil.

“O fundo está bem posicionado para retomada do mercado de lajes corporativas em São Paulo, por conta da qualidade de localização dos ativos”, aponta a instituição.

O CSHG Prime Offices possui participação em dois ativos na cidade de São Paulo, sendo eles o Edifício Platinum e o Edifício Metropolitan, ambos no bairro do Itaim Bibi.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

A soma do ABL (Área Bruta Locável) destes dois ativos é aproximadamente 12,6 mil metros quadrados.

Reajuste em foco

“Os dois ativos são muito bem localizados e de alta qualidade, o que se traduz em uma vacância muito baixa para o fundo, que hoje se encontra em 1,73%”, completa a Necton.

Baixa taxa de vacância é destacada pelos analistas (Imagem: Unsplash/@serjosoza)

Dentro do portfólio do fundo imobiliário, 49% dos contratos serão reajustados neste e no próximo ano, sendo 12% em 2020 e 37% em 2021.

Por conta das revisões e do “potencial da região para os próximos anos”, provavelmente há “espaço para valorização”.

Veja o último resultado do fundo imobiliário:

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 22/01/2020 - 17:48

Por que a Empiricus desistiu de brigar com a CVM?