Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Estoques e produção de fora da Opep protegem mercado do petróleo de choques, diz IEA

16/01/2020 - 14:43
Petróleo Venezuela
“Mesmo que eles se mantenham estritamente fiéis aos cortes, ainda é provável que haja um forte aumento nos estoques ao longo do primeiro semestre de 2020”, afirmou a IEA (Imagem: Wikimedia Commons)

Os estoques abundantes de petróleo no mundo e a crescente produção da commodity por países não membros da Opep, encabeçados pelos Estados Unidos, vão ajudar o mercado a enfrentar choques políticos como a atual disputa entre EUA e Irã, disse nesta quinta-feira a Agência Internacional de Energia (IEA, na sigla em inglês).

“Por enquanto, o risco de uma grande ameaça à oferta de petróleo parece ter diminuído”, afirmou em relatório mensal a entidade com sede em Paris.

“O mercado de hoje, no qual a produção de fora da Opep está crescendo com força e os estoques da OCDE estão 9 milhões de barris acima da média de cinco anos, fornece uma base sólida para que se reaja a qualquer escalada em tensões geopolíticas”, disse a IEA.

A agência afirmou ainda que espera que a produção da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) supere a demanda pelo óleo do grupo mesmo no caso de os membros do cartel cumprirem totalmente o pacto para cortes de produção firmado com a Rússia e outros aliados.

“Mesmo que eles se mantenham estritamente fiéis aos cortes, ainda é provável que haja um forte aumento nos estoques ao longo do primeiro semestre de 2020”, afirmou a IEA.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

A entidade estimou a produção da Opep em 29,3 milhões de barris por dia (bpd) em janeiro, 700 mil bpd acima da demanda projetada pela oferta do grupo.

Ainda assim, a IEA disse que a oferta global de petróleo recuou em 780 mil bpd em dezembro ante o mês anterior, na esteira de uma redução de produção na Arábia Saudita e com a produção dos EUA crescendo em ritmo inferior ao visto em anos anteriores.

Enquanto isso, a demanda cresceu substancialmente na China e na Índia em 2019, mas se manteve-se estável nos EUA. A IEA manteve sua projeção para o crescimento global da demanda por petróleo em 1,2 milhão de bpd.

Leia mais sobre: EUA, Internacional, Irã, Opep, Petróleo, Reuters

Última atualização por Bruno Andrade - 16/01/2020 - 14:43