Etanol: hora de liquidar o hidratado sobrando, mesmo sem produção e com gasolina mais cara

Giovanni Lorenzon
22/01/2022 - 10:31
Adecoagro Cana-de-açúcar Sucroenergia
Etanol hidratado cai mesmo sem produção nas usinas (Imagem: Reprodução/Adecoagro)

O Cepea confirmou o consumo reduzido e a sequência de perda de competitividade do etanol hidratado com os dados da oferta semanal nas usinas, como Money Times antecipava na sexta pela manhã seguindo as quedas diárias de preços nas distribuidoras.

As indústrias reduziram os preços em praticamente 3% no acumulado no acumulado até sexta, com o litro a R$ 3,3041, estendendo os recuos semanais anteriores.

No período de 10 a 14, o corte dos preços nas origens já havia sido alto, de 2,50%, apesar do aumento da gasolina na refinaria em mais 4% no meio da semana.

Depois da atravessar parte do 3º trimestre de 2021 em elevação pela quebra de safra e por regulação da oferta na entressafra da cana que começou mais cedo – e vai até fim de março -, foi conseguida uma folga nos estoques para atravessas o período.

Nesse momento, já se começa a desova a preços mais baixos, para girar o capital e começar a abrir espaços para o etanol que será produzido no início da próxima safra, que sempre sai em volume superior ao açúcar.

Última atualização por Rafael Borges - 22/01/2022 - 10:52

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto