Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Eternit pede recuperação judicial e cita restrição sobre uso do amianto

20/03/2018 - 8:28

A Eternit (ETER3) entrou com pedido de recuperação judicial junto à comarca de São Paulo, segundo documento divulgado nesta terça-feira (20) no qual cita o efeito da crise econômica no setor de construção civil e o processo judicial no STF sobre o uso do amianto.

Gostou desta notícia? Receba nosso conteúdo gratuito

“Por ora, a atividade não foi proibida, mas o risco de que a proibição seja levada a efeito foi suficiente a causar grande impacto no Grupo Eternit. (…) Significativa parte da receita do grupo (25%) é proveniente do uso do amianto.”

De acordo com o texto publicado pela fabricante de materiais de construção, a Eternit possui “um Ebitda insuficiente para pagar” a dívida financeira superior a R$ 300 milhões.

Conforme explicado pela empresa, uma recuperação única de todo o Grupo Eternit, contemplando as sociedades controladas e, portanto, interligadas Sama, Precon Goiás, Tégula Soluções, Eternit da Amazônia e CSC, é o caminho para assegurar sua sobrevivência.

“O deferimento deste pedido de recuperação judicial é medida imprescindível para a preservação da empresa, da fonte de empregos e renda”, afirma.

De acordo com o documento, o grupo Eternit tem hoje cerca de 1.700 colaboradores diretos, oito fábricas, uma mineradora (amianto crisotila) e cinco filiais de vendas.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Conrado Mazzoni - 20/03/2018 - 8:28

Cotações Crypto
Pela Web