Morning Times

Fed e inflação nos Estados Unidos são tensão no Dia dos Namorados; o que esperar do Ibovespa (IBOV)

12 jun 2024, 7:34 - atualizado em 12 jun 2024, 7:34
ibovespa morning times feriado wall street 5 coisas
Morning Times: Com a agenda esvaziada, Ibovespa fica por conta da reunião do Fed e inflação americana. (Imagem: Getty Images Signature/Canva)

O clima de romance do Dia dos Namorados deve ser quebrado pela tensão do mercado financeiro.

Os mercados se preparam para a divulgação do Índice de Preços ao Consumidor (CPI, na sigla em inglês) dos Estados Unidos. As projeções do Investing aponta para uma leve aceleração mensal, de 0,3% para 0,4%; a taxa anualizada deve se manter em 3,4%.

Além disso, no período da tarde, tem a decisão da reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês), que vem tirando o sono dos investidores nas últimas semanas.

Federal Reserve deve manter os juros no intervalo entre 5,25% e 5,50% e seguir com o discurso de que as condições econômicas estão apertadas, com o payroll da semana passada apontando para um mercado de trabalho ainda aquecido.

O presidente do Fed, Jerome Powell, faz o seu tradicional discurso e participa da coletiva de imprensa após o anúncio da decisão. As falas do dirigente poder trazer esperança de um eventual corte ou jogar água fria nos planos de afrouxamento monetário.

Os dados da ferramenta de monitoramento CME FedWatch Tool apontam que as apostas de mercado sobre o início do corte de juros nos EUA se dividem entre setembro e novembro.

As bolsas internacionais e futuros de Wall Street operam no positivo na expectativa do Fed e inflação americana.

O que esperar do Ibovespa (IBOV)

No último pregão, Ibovespa (IBOV) fechou em leve alta, em movimento de correção das quedas que assolaram o índice nas últimas semanas.

O principal índice da Bolsa brasileira fechou em alta de 0,73%, a 121.635,06 pontos. Enquanto isso, nos Estados UnidosS&P 500 e Nasdaq renovaram recordes de fechamento.



EWZ, principal ETF de ações brasileiras negociado no mercado americano, segue desatualizado, com os dados do after market de ontem.

A agenda brasileira está esvaziada, com destaque para o volume de serviços de abril e mais uma palestra do Roberto Campos Neto, presidente do Banco Central, em evento. Com isso, os investidores brasileiros ficam por conta da agenda americana.

Morning Times: Confira os mercados na manhã desta quarta-feira (12)

Bolsas asiáticas

  • Tóquio/Nikkei: -0,66%
  • Hong Kong/Hang Seng: -1,31%
  • China/Xangai: +0,31%

Bolsas europeias (mercado aberto)

  • Londres/FTSE100: +0,71%
  • Frankfurt/DAX: +0,53%
  • Paris/CAC 40: +0,42%

Wall Street (mercado futuro)

  • Nasdaq: +0,13%
  • S&P 500: +0,11%
  • Dow Jones: +0,09%

Commodities

  • Petróleo/Brent: +1,01%, a US$ 82,75 o barril
  • Petróleo/WTI: +1,19%, a US$ 78,83 o barril
  • Minério de ferro (Dalian): -0,92%, a US$ 111,74 por tonelada

Criptomoedas

  • Bitcoin (BTC): +1,39%%, a US$ 67.872
  • Ethereum (ETH): +0,66%, a US$ 3.547

Boa quarta-feira e fique de olho no Money Times para acompanhar as notícias do mercado!

Editora-chefe
Formada em Jornalismo pela PUC-SP, tem especialização em Jornalismo Internacional. Atua como editora-chefe no Money Times e já trabalhou nas redações do InfoMoney, Você S/A, Você RH, Olhar Digital e Editora Trip.
Linkedin
Formada em Jornalismo pela PUC-SP, tem especialização em Jornalismo Internacional. Atua como editora-chefe no Money Times e já trabalhou nas redações do InfoMoney, Você S/A, Você RH, Olhar Digital e Editora Trip.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.