Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Fim da “fase home office” deve beneficiar negócios da BR Properties

09/12/2020 - 15:43
O BTG participou do dia do investidor da empresa e afirmou que eles viram uma melhora nas negociações de locação nos últimos meses, o que mostra uma recuperação para o setor (Imagem: Valter Silveira/Money Times)

A BR Properties (BRPR3) está contando com que a fase home office não seja estrutural e se torne apenas um complemento do trabalho presencial nos próximos meses para voltar a lucrar como antes, de acordo com o BTG Pactual.

O banco participou do dia do investidor da empresa e afirmou que eles viram uma melhora nas negociações de locação nos últimos meses, o que mostra uma recuperação para o setor.

“Eles também acreditam que um cenário de vacinas para a Covid-19 pode aumentar as negociações e os aluguéis de escritórios. Em outros lugares, a empresa está otimista com o segmento de logística, já que a demanda foi impulsionada pelo comércio eletrônico na região mais nobre”, afirmou o BTG.

De acordo com o relatório, o recente aumento da inflação do IGP-M (os aluguéis de escritórios são em sua maioria atrelados a esse índice) levanta a questão: por que não atrelar mais aluguéis à inflação do IPCA?

Nesta questão, a BR disse que o IPCA é geralmente menos volátil, rastreia as receitas das empresas mais de perto e tanto o IPCA quanto o IGP-M geralmente convergem no longo prazo, então eles acreditam que mais aluguéis podem ser atrelados ao IPCA daqui para frente.

Em geral, a perspectiva da empresa para os próximos meses é de melhora, junto ao avanço das vacinas no país. O BTG recomenda a compra das ações, com preço-alvo de R$ 15.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Vitória Fernandes - 09/12/2020 - 15:43

Pela Web