Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Finanças descentralizadas canibalizam a segurança “proof-of-stake”

03/12/2019 - 9:11
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
“Proof-of-stake” (PoS) é um tipo de algoritmo de consenso utilizado por uma rede de blockchain de criptoativos para chegar a um consenso coletivo (Imagem: Blockinfo)

Pegando carona na pesquisa recente de Tarun Chitra da Gauntlet, Haseeb Qureshi sugere que o mercado de empréstimo on-chain e o staking competem diretamente entre si, levando a implicações interessantes sobre a segurança da rede.

Ele afirma que redes de PoS, proof-of-stake (“prova de saldo”), são apenas seguras se os participantes são incentivados a fazer o staking (reter fundos em uma carteira de criptoativos para apoiar as operações em um blockchain) e que eles só são incentivados a fazê-lo se a recompensa for boa o suficiente.

Teoricamente, os agentes economicamente racionais iriam parar de fazer staking se tivessem um rendimento mais atrativo em outro lugar como nos mercados de empréstimo on-chain. Se o fizessem, a rede seria menos segura e mais vulnerável a ataques de 51%.

Haseeb delineia esse contexto usando uma técnica chamada de “simulação baseada em agentes”.

Os resultados mostram que uma simulação entre ether na Compound e ether retido (staking) é que, enquanto a maioria dos detentores de tokens de ETH inicialmente fez o staking deles, já que a taxa de recompensa por bloco e a taxa de stake se tornaram menos atrativas em relação às taxas de empréstimo da Compound, os participantes rebalancearam seus ethers retidos para a Compound.

A conclusão é de que se as recompensas por bloco de uma rede diminuem com o tempo, então seu equilíbrio a longo prazo vai ser em relação a quase todos os ativos para empréstimo, não para staking. Assim, PoS deve ter políticas monetárias adaptadas para responder às flutuações de demanda por stake.

Haseeb sugere que tal ataque poderia ser realizado por mercados de empréstimo on-chain subsidiados (pegando emprestado muito do ativo para aumentar as taxas) para afastar os stakers do staking e aproximá-los do empréstimo.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Quando a quantidade retida for reduzida, o invasor poderia atacar o “chain” de forma mais barata.

“Isso poderia resultar em uma bola de neve, pois observadores poderiam ver o staking total sumir. Agora eles querem vender ether a descoberto, para aumentar a demanda de empréstimo na Compound.”

Tudo isso poderia ser feito enquanto elimina-se a exposição ao preço de ether por conta da colaterização dos empréstimos com outros criptoativos como USDC ou bitcoin tokenizado.

Promovidas por sua amigabilidade eficaz e ambiental, os “chains” de PoS são considerados como “o próximo passo” na evolução do mecanismo de consenso de blockchain.

Quase toda rede que foi lançada esse ano ou que vai ser lançada no ano que vem (os “Ethereum Killers”) usam algum tipo de consenso PoS, incluindo projetos de alto nível como Cosmos, Algorand, Polkadot, Dfinity e Hedera Hashgraph.

Apesar de agora termos alguns pontos de dados sobre como se dá o desempenho desses sistemas com algumas dessas redes de PoS recém-lançadas, a análise mostra o quão pouco entendemos sobre segurança PoS no mundo real.

Blockchains não existem em um vácuo e sua segurança pode depender de muitos fatores exógenos ao protocolo. Além disso, blockchains completos teoricamente apresentam uma quantidade infinita de complexidade a uma rede que talvez tenha consequências imprevisíveis em questão à segurança do “chain” subjacente.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 02/01/2020 - 16:05