Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

FinCEN aplica penalidade de US$ 60 milhões a operador de serviços de mixing de bitcoin

20/10/2020 - 8:27
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Segundo a agência americana, 356 mil transações foram realizadas pelo serviço ilegal Helix entre 2014 e 2017 (Imagem: Pixabay/AaronJOlson)

Nessa segunda-feira (19), a Rede de Combate a Crimes Financeiros (FinCEN, na sigla em inglês) afirmou ter aplicado uma penalidade de US$ 60 milhões contra Larry Dean Harmon pela operação de serviços de “mixing” de bitcoin e por violar a Lei de Sigilo Bancário dos EUA.

“Mixers” ou “ferramentas de mixing” misturam valores falsos e reais para que transações sejam anônimas, ou seja, para que não se saiba quem enviou para quem nem quanto foi enviado exatamente.

Harmon foi processado em fevereiro pelo Departamento de Justiça dos EUA (DoJ) por operar Helix, que alegadamente atendia participantes de mercados da dark net.

Segundo documentos publicados esta semana pela FinCEN, a agência “identificou pelo menos 356 mil transações de bitcoin através da Helix entre junho de 2014 e dezembro de 2017”.

Bitcoin continua sendo a criptomoeda
mais usada no mercado ilegal

Segundo a FinCEN:

Sr. Harmon, atuando como Helix e Coin Ninja, operou como um cambista de moedas virtuais conversíveis ao aceitar e transmitir bitcoin por diversos meios. 

Entre junho de 2014 a dezembro de 2017, Helix conduziu mais de 1.225.000 transações para seus clientes e foi associada com endereços de carteira de criptomoedas que enviaram ou receberam mais de US$ 311 milhões de dólares. 

Sr. Harmon operou Helix como um mixer ou tumbler de bitcoin e divulgou seus serviços em lugares ilegais da internet como uma forma de clientes pagarem anonimamente por coisas como drogas, armas e pornografia infantil. 

Em seguida, Sr. Harmon fundou e atuou como diretor executivo de Coin Ninja, operada como uma empresa de serviços financeiros [MSB], operada da mesma forma que Helix.

“A investigação da FinCEN revelou que Sr. Harmon violou deliberadamente os requisitos de registro, programa e reporte ao falhar em registrar [Helix] como uma empresa de serviços financeiros, falhando em implementar e manter um programa eficaz de antilavagem de dinheiro e em relatar atividades suspeitas”, continuou a agência.

Segundo a documentação da FinCEN, Helix negou, após contato com a agência em março, ser uma empresa de serviços financeiros.

Não houve atualizações judiciais sobre o processo aberto pelo DoJ contra Harmon desde fevereiro, segundo dados do site Court Listener.

Helix era associada a Grams, o “Google da dark web”.

Por que os tentáculos do mercado ilegal Hydra
alcançam o leste europeu?

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
theblockcrypto.com © 2020 - The Block Crypto, Inc. All rights reserved. Todos os direitos reservados.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 20/10/2020 - 8:27