AgroTimes

FMI projeta Brasil como a 9ª maior economia do mundo em 2023; qual o papel do agro?

17 out 2023, 10:16 - atualizado em 17 out 2023, 12:05
brasil agro economias vbp
Agro representa 1/4 do Produto Interno Bruto do Brasil e a expectativa é de que o VBP do setor atinja R$ 1,150 trilhão este ano (Foto: Pixabay)

O Brasil deve voltar ao top 10 das maiores economias do mundo em 2023, segundo projeções do Fundo Monetário Internacional (FMI).

Na semana passada, o FMI divulgou seu conjunto de projeções globais para os próximos anos, no World Economic Outlook.

Em 2022, o Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil alcançou a 11ª posição global. Um dos catalisadores para esse avanço do Brasil no ranking fica por conta da produção agropecuária.

A importância do agro para o Brasil

No ano passado, a cadeia produtiva do agro representou 24,8% do PIB do Brasil no ano passado, de acordo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea/Esalq/USP) em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Para 2023, as estimativas do Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) apontam para R$ 1,150 trilhão. A estimativa do VBP representa um recorde histórico numa série iniciada há 34 anos

Além disso, o valor representa um avanço de 2,7% em relação ao obtido em 2022, que foi de R$ 1,120 trilhão. Sendo assim, o acréscimo esperado para o VBP é de R$ 30 bilhões.

As lavouras, com crescimento de 4,8%, tiveram um faturamento de R$ 812 bilhões, e a pecuária, com retração de 2,2%, apresenta um faturamento de R$ 337,8 bilhões.

O que explica o avanço do VBP?

O principal motivo para alta do indicador neste ano fica para a safra recorde de grãos.

Soja, milho, cana-de-açúcar, café e algodão respondem por 82% do VBP das lavouras, o que representa R$ 665,2 bilhões

Neste ano, o país deve avançar duas posições, ocupando o 9º lugar no ranking. Para 2024, o FMI prevê que o país mantenha a mesma posição.

Já para 2026, o país pode ocupar a 8ª posição entre as maiores economias do mundo.

Por fim, os resultados regionais mostram a liderança de Mato Grosso, seguido por Paraná, São Paulo e Minas Gerais. Os quatro estados geram um faturamento de R$ 592,6 bilhões, que corresponde a 51,5% do VBP do país.

Repórter no Agro Times
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.