Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Francesa Voltalia anuncia nova usina solar após assinar contrato com Copel

09/09/2020 - 17:18
Voltalia
A Voltalia disse que o contrato com a Copel terá 14 anos e início a partir de 2023 (Imagem: Facebook Oficial Voltalia)

A elétrica francesa Voltalia construirá uma nova usina solar no Rio Grande do Norte após ter assinado contrato de longo prazo para a venda da produção futura do parque à estatal paranaense Copel, informou a companhia em comunicado nesta quarta-feira.

O anúncio vem pouco após a realização pela Copel (CPLE3) no mês passado de um leilão privado para a compra da energia de empreendimentos de geração eólica e solar a serem construídos por terceiros.

Leilões privados como o da Copel têm movimentado o mercado de energia do Brasil e atraído forte interesse de investidores em meio a incertezas sobre o ritmo de leilões oficiais do governo para novos projetos de energia, uma vez que a pandemia de coronavírus reduziu a demanda por eletricidade.

A Voltalia disse que o contrato com a Copel terá 14 anos e início a partir de 2023.

Segundo a empresa, o acordo será atendido por um projeto solar de 260 megawatts na região de Serra Branca, onde a companhia tem outras usinas.

O comissionamento está previsto para o primeiro semestre de 2022, e a Voltalia já fechou um contrato mais curto para venda à Copel da energia gerada pela antecipação.

“Graças a esse contrato a Voltalia atinge 1,9 gigawatt em projetos desenvolvidos com sucesso em nosso cluster Serra Branca”, disse em nota o presidente-executivo da Voltalia, Sébastien Clerc.

Ele comentou que o cluster Serra Branca ainda tem potencial para 0,5 gigawatt em projetos, enquanto a empresa buscará desenvolver também um outro conjunto de usinas na área denominada de Canudos, com potencial de 1 gigawatt.

Em março, a Voltalia já havia informado a assinatura de contratos com a Copel e com a petroquímica Braskem para a construção de novas usinas no Brasil.

A empresa europeia também anunciou mais recentemente, em agosto, contrato para desenvolver, construir e operar um parque eólico no Brasil que fornecerá toda produção ao grupo japonês TODA, do setor de construção.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 09/09/2020 - 17:21