Frigoríficos foram “extubados”, mas ainda não se crava tendência firme de queda do boi

28/04/2021 - 16:35
Gado Boi
Boiada melhorou, mas ainda é curta o bastante para não derrubar os preços definitivamente (Imagem: Arquivo/Agência Brasil/ASCOM ADEPARÁ)

Qualquer mexida no indicador do boi gordo Cepea desta quarta (28), em qualquer lado da tabela, será marginal, sem poder de mostrar tendência. As oscilações se dão depois da vírgula há vários dias, às vezes na última casa.

Mesmo com os frigoríficos saindo da intubação, já respiram um pouco, mas o modesto aumento da oferta não dá para se cravar total definição a ponto de derrubar forte os preços. A partir da segunda quinzena de maio talvez, mas não será uma oferta de safra cheia e já batendo com a estiagem mais forte.

A única referência que mostra seguidas altas, também comportadas, mas para o produtor, é o Balizador GPB Datagro. Entre as quais a de ontem, de 0,79% em São Paulo, na média de R$ 318,40 a @.

As demais, como da Agrifatto e da Scot Consultoria, acompanham os pequenos movimentos de vai-e-vem do Cepea.

Houve um pequeno aumento da oferta de animais, o que deu mais um ou dois dias na programação de abates dos frigoríficos. Mas também há plantas paradas, fora das compras por não suportarem o mercado interno travado.

A Agrifatto registrou recuo de 0,12% em São Paulo, a R$ 312,69 – e se manteve alinhada aos R$ 313 do Cepea da terça, que caiu 0,70% – enquanto a Scot deixou seus R$ 305 no cash, livre de Funrural, como nos outros dias.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 28/04/2021 - 16:46

Pela Web