ImóvelTimes

Fundo imobiliário deixa a B3, mas dá presente para cotistas; ‘Super Quarta’ anima Ifix

31 jan 2024, 13:12 - atualizado em 31 jan 2024, 13:12
fundos imobiliários fiis ifix índice The One
Alta de índice de fundos imobiliários na Super Quarta deve salvar janeiro e sequência positiva; FII chega ao fim (Foto: The One/Divulgação)

A primeira ‘Super Quarta’ de 2024 chegou e com ela o fim de janeiro. Hoje, saem as decisões de política monetária do Banco Central (BC) e do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos).

Por lá, a expectativa é de manutenção da taxa de juros, enquanto aqui, o Comitê de Política Monetária (Copom) adiantou que deverá cortar a Selic em 0,50 ponto percentual (p.p.) pela quinta vez seguida, para 11,25%.

Por volta das 13h10 (de Brasília), o índice de fundos imobiliários (Ifix) subia 0,14% no pregão desta quarta-feira (31), aos 3.332 pontos. Desta forma, o Ifix deverá engatar o terceiro mês seguido de alta.



Entre os FIIs, o Mauá Capital Hedge (MCHF11) levava a melhor, ao subir 3,3% no horário acima. Enquanto o Suno Fundo de Fundos (SNFF11) tinha a maior queda, de 0,9%.

  • As melhores e as piores ações de janeiro: Analistas comentam o que motivou o desempenho positivo (ou negativo) dos papéis, e ainda revelam suas recomendações para fevereiro. Confira no Giro do Mercado clicando abaixo:

Fundo imobiliário de lajes acaba e outro faz emissão de cotas

O fundo imobiliário The One (ONEF11), que deixou de ser negociado em 22 de dezembro do ano passado, informou ao mercado que suas cotas passam para o VBI Prime Properties (PVBI11) a partir de hoje.

Desta forma, os investidores do ONEF11 recebem 1,74 cota do PVBI11 para cada cota que detinham do The One, passando a ter direito aos rendimentos do FII.

Além disso, o fundo imobiliário liquidado diz em comunicado que as frações de cotas do VBI Prime Properties recebidas pelos cotistas do ONEF11 irão à leilão na B3. As datas serão informadas posteriormente.

Em novembro, o PVBI11 fez proposta para adquirir a totalidade do edifício The One, em São Paulo, por R$ 197,5 milhões.

Sendo assim, o fundo imobiliário compraria os primeiro, segundo, sétimo e décimo andares do imóvel, além das vagas de garagem. A área soma 6 mil metros quadrados.

Conforme proposto pelo VBI Prime Properties, o pagamento seria feito em duas parcelas, sendo a primeira de R$ 35,8 milhões em dinheiro e os demais R$ 161,6 milhões pagos por meio de suas cotas mediante oferta pública.

Com isso, ontem (30) à noite, o fundo imobiliário do VBI anunciou a sua sexta emissão de cotas para levantar até R$ 800 milhões, com as cotas saindo a R$ 102,73, considerando a taxa de distribuição primária.

*As cotações citadas são do site Investing.com

Repórter
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin
Jornalista mineira com experiência em TV, rádio, agência de notícias e sites na cobertura de mercado financeiro, empresas, agronegócio e entretenimento. Antes do Money Times, passou pelo Valor Econômico, Agência CMA, Canal Rural, RIT TV e outros.
Linkedin