Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Gabriel Mallet: Será que vem a recuperação econômica?

Por Vitreo
17/07/2021 - 12:35

Olá, meu nome é Gabriel Mallet e sou Head de Renda Fixa aqui na Vitreo.

Lembrando que agora temos um Telegram especial só para quem quiser acompanhar as novidades em Renda Fixa da Vitreo, além de ler meus insights e notícias sobre esse universo com muito mais agilidade.  

Clique abaixo para participar. É gratuito. 

[QUERO ENTRAR]

Antes de comentar o que aconteceu na semana, queria te falar sobre uma novidade. Nesta semana, na sexta-feira para ser mais preciso, tivemos o lançamento da plataforma de Crédito Privado na Vitreo. Agora você pode investir em diversas ofertas de debêntures, CRIs e CRAs por meio do site ou via app. 

Nós selecionamos cuidadosamente as melhores ofertas de ativos do mercado, pensando em garantir segurança e rentabilidade para você. Não deixe de conferir os ativos, são excelentes opções para te proteger da inflação, para te fazeganhar com o aumento da taxa de juros ou para você diversificar sua carteira. 

Acesse agora a nova plataforma, basta clicar no link abaixo, realizar o login e depois clicar em “Crédito Privado”.

[CLIQUE AQUI]

Resumo da Semana

Nesta semana, tivemos uma agenda de dados bem ampla e interessante. Então selecionei alguns números e informações relevantes e importantes para você, investidor. 

Na segunda-feira, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) divulgou o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), que avançou 0,3 ponto na comparação com junho, atingindo 62 pontos. O índice mede as mudanças de tendência da produção industrial e o humor do setor, sendo um termômetro para o desempenho industrial. Segundo a instituição, a perspectiva positiva em relação ao cenário econômico e à aceleração das vacinações fez a confiança dos empresários avançar pelo terceiro mês consecutivo. Ainda, a CNI aponta que, mesmo o índice ainda estando baixoseu aumento reflete uma recuperação consistente na confiança do setor.  

Em linha, o setor de serviços cresceu 1,2% em maio, de acordo com os dados da Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgados na terça-feira. Nos últimos 2 meses, temos uma alta acumulada de 2,5%, ainda insuficiente para recuperar as perdas de 3,4% vistas em março, porém é um sinal de melhora. 

Já o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) de maio, divulgado na quarta-feira, considerado como uma “prévia” informal do Produto Interno Bruto (PIB), apresentou queda de 0,43% com relação a abril. O declínio não era esperado pelo mercado, que previa alta de cerca de 1%. Apesar disso, em comparação com maio de 2020, o índice teve crescimento de 14,21%. 

Todos esses dados são base das leituras que os economistas fazem do mercado e auxiliam em suas previsões. Os números mostram um cenário razoavelmente positivo para a economia, e revelam que o consumo tende a retornar aos poucos à normalidade, dado o avanço da vacinação. Com isso, é natural que ocorra um aumento de preços. 

No boletim Focus desta semana, a mediana das expectativas do mercado financeiro para a inflação em 2021 ficou ainda mais longe do teto da meta perseguida pelo BC. Os economistas do mercado financeiro elevaram a previsão do IPCA – o índice oficial de preços – deste ano, de 6,07% para 6,11%. E, em resposta aos mais recentes números de inflação e outros dados, os economistas revisaram suas projeções da Selic (a taxa de juros básica da economia). Assim, a mediana das previsões para o final de 2021 foi de 6,50% para 6,63% ao ano. 

Aqui no Brasil começamos a ter um vislumbre pequeno da tão falada recuperação econômica. Lá na terra do Tio Sam, por conta do ritmo mais acelerado de vacinação e de uma política monetária de estímulos mais intensa, a recuperação está mais acentuada e, consequentemente, nota-se uma maior pressão da inflação. Contudo, o Banco Central dos EUA, ainda mostra cautela com relação ao assunto. Na quarta-feira, em uma audiência perante o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara dos Deputados dos EUA, Jerome Powell, o presidente do Fed, disse que o ritmo de alta da inflação é mais rápido do que o esperado. Contudo crê que ele irá se equilibrar, indicando que não vê necessidade de acelerar a mudança para uma política monetária pós-pandemia, nos Estados Unidos.

Oportunidades Renda Fixa

[INVISTA AGORA]

Os Certificados de Depósito Bancário são títulos privados emitidos por bancos e financeiras, com o objetivo de captar recursos para financiar suas atividades.  

Ao investir em um CDB, você empresta seus recursos ao banco e em troca recebe esse montante acrescido dos juros no período. Os CDBs contam com a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito em até R$ 250 mil por emissor e por CPF dos investidores. 

No caso deste CDB, trata-se de um ativo do Banco Máxima, que paga CDI + 2,5% ao ano com vencimento em 2024. O mínimo necessário para o investimento é de R$ 1.000. Fundado na década de 1970, o Máxima é uma instituição privada que se constituiu como um banco múltiplo com carteira comercial. Ao final de 2020, o banco possuía R$ 3,5 bilhões em sua carteira de crédito, sendo R$ 270 milhões de patrimônio de referência. Com seis agências espalhadas pelo país e dois pontos de atendimento., Ao todo, o banco consolidava no fim do ano passado R$ 5 bilhões em captações (um crescimento de 59% frente a 2019), resultando em R$ 70 milhões de lucro líquido em 2020.  

Dada a alta dos juros, que cada vez mais é precificada no mercado, a rentabilidade do título é atrativa e até maior do que o IPCA, uma vez que as taxas de juros vão continuar aumentando para, de alguma forma, controlar a inflação.

Tesouro Selic 2024

Pensando na reserva de emergência e até mesmo na gestão de caixa, o Tesouro Selic 2024 surge como excelente oportunidade, ainda mais aproveitando o cenário de elevação da taxa de juros, com a terceira alta seguida, e com o mercado já precificando a Selic no final de 2021 entre 6,50 e 7%. 

Além disso, investimentos no Tesouro Selic com o montante de até R$ 10 mil reais são isentos da taxa da B3 (0,25% a.a.).

[INVISTA AGORA]

Vale lembrar que as informações aqui disponíveis são meramente informativas e não devem ser interpretadas como análise, solicitação de compra, esforços de venda ou aconselhamento de investimentos de qualquer ativo financeiro, sendo única e exclusiva responsabilidade do investidor a tomada de decisão 

Antes de investir, verifique se o produto é adequado ao seu perfil de investimentos, objetivos de investimento e situação financeira. A Vitreo DTVM não se responsabiliza por decisões de investimentos que venham a ser tomadas com base nas informações divulgadas e se exime de qualquer responsabilidade por quaisquer prejuízos, diretos ou indiretos, que venham a decorrer da utilização deste material ou seu conteúdo.

Um abraço, 

Gabriel.

Disclaimer: 

 CDBs contam com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que garante a devolução do principal investido acrescido de juros referente a rendimentos, na hipótese da incapacidade de pagamento da instituição financeira, de até R$250 mil, por CPF ou CNPJ. Os riscos da operação com títulos de renda fixa estão na capacidade de o emissor (Governo, em se tratando de títulos públicos, empresa ou instituições financeiras, em se tratando de títulos privados) honrar a dívida (risco de crédito); na impossibilidade de venda do título ou na ausência de investidores interessados em adquiri-lo (risco de liquidez); e na possibilidade de variação da taxa de juros e dos indexadores (risco de mercado). Em se tratando de título privado, o risco de mercado inclui, ainda, o chamado prêmio do risco, que é aquele inerente à capacidade de pagamento da emissora do título. 

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 16/07/2021 - 18:42

Cotações Crypto
Pela Web