Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Gafisa confirma que eventual fusão com Tecnisa reduziria despesas em R$ 100 milhões

25/08/2020 - 8:50
Gafisa
A Gafisa explica que o número veiculado é uma estimativa baseada principalmente na sua gestão (Imagem: Facebook/Gafisa)

A Gafisa (GFSA3) esclareceu uma notícia veiculada no jornal Valor Econômico, que pontuava o cenário de fusão da construtora com a Tecnisa (TCSA3), dizendo que a fusão resultaria na redução de despesas na ordem de R$ 100 milhões. Segundo a companhia, a estimativa é bem possível.

A Gafisa explica que o número veiculado é uma estimativa baseada principalmente na sua experiência no contínuo trabalho da atual gestão da empresa, que tem se mostrado bem-sucedido na redução de seus próprios custos e despesas, tanto financeiros quanto operacionais.

“Aliado à experiência da Gafisa, entendemos que com uma maior robustez econômica resultante de potencial combinação de negócios, e com a redução das taxas de juros determinada pelo Banco Central, também é esperada uma importante redução nas despesas financeiras da Gafisa e da Tecnisa”, avalia a empresa no comunicado.

Ação com desconto

Após o furdunço que se seguiu com a proposta de fusão da Gafisa com a Tecnisa, que derrubou o preço das ações de ambas no pregão da véspera.

A empresa gerada por tal eventual combinação criaria a segunda maior incorporadora imobiliária do Brasil, com capacidade para lançar projetos com Valor Geral de Vendas (VGV) total de R$ 2 bilhões a R$ 3 bilhões por ano.

O banco mantém uma recomendação de compra para ações da Tecnisa, com preço-alvo a R$ 19,60 (Imagem: Facebook Tecnisa)

Para além da possível fusão, o radar do Banco Safra detectou uma oportunidade atraente em relação às ações da construtora.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 25/08/2020 - 8:53