Gasolina era para estar mais cara, mas não está. E o etanol é liquidado na origem e na distribuição

Giovanni Lorenzon
10/02/2022 - 11:28
Posto de combustíveis
Competitividade da gasolina corrói preços do etanol hidratado na cadeia produtiva (Imagem: Ag. Brasil/ Marcelo Camargo)

O etanol hidratado caiu na 8,14% na semana passada (R$ 2,90 o litro) nas fábricas, dobrando a perda sobre a anterior. E nesta, desde segunda, reproduz boas liquidações diárias nas distribuidoras (R$ 2,90, ontem).

O nome disso é o preço da gasolina na bomba. Está cara para o consumidor, mas era para estar mais ainda.

A diferença para menor do combustível é de R$ 0,39, com o petróleo entre US$ 91 e US$ 92 nesta quinta, mas que vem nessa faixa de preços desde a semana anterior.

O dado foi levantado pela Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), que, em percentual, registra a defasagem em menos 11%.

Com esse retrato, no acumulado até amanhã o setor de etanol garantirá nova liquidação, vendendo mais barato para girar o produto, tentando estimular a demanda, e começar a esvaziar mais a tancagem para dar lugar para o biocombustível que vai entrar a partir do meio de março com as primeiras unidades produtivas entrando em operação na nova safra 22/23.

 

Última atualização por Giovanni Lorenzon - 10/02/2022 - 11:41

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto