Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Gastos dos brasileiros no setor de beleza aumentam após flexibilização da quarentena

11/10/2020 - 9:06
Salão de beleza
De acordo com o estudo da Mobills, os gastos com beleza no Brasil registraram queda de apenas 4,58% em julho ante o primeiro mês do ano (Imagem: Arquivo/Elza Fiúza/Agência Brasil)

Os brasileiros voltaram a consumir depois que as restrições de deslocamento impostas para conter a disseminação da covid-19 foram flexibilizadas. De acordo com o novo estudo da Mobills, startup de gestão de finanças pessoais, os gastos com beleza registraram queda de apenas 4,58% em julho ante o primeiro mês do ano, o que demonstra que a economia está se recuperando.

Em março, os gastos no segmento apresentaram retração de 25,28% em comparação com o mês anterior. Segundo Carlos Terceiro, CEO da Mobills, a incerteza das pessoas com a pandemia levou à queda acentuada no período.

Em maio, quando os estados começaram a flexibilizar a quarentena, os gastos com beleza subiram 15,73% em relação a abril. Em junho, a alta foi de 13,7%, seguida pelo avanço de 20,28% visto em julho.

Tallis Gomes, CEO e fundador do marketplace de beleza Singu, chamou atenção para o crescimento dos serviços em domicílio. De acordo com o executivo, as operações da empresa estão em ritmo acelerado, com faturamento mensal atual 20% maior do que em março.

“Muitas pessoas ainda sentem receio em voltar a frequentar ambientes fechados e por isso a modalidade Home Beauty vem crescendo cada vez mais”, diz.

Para a elaboração da pesquisa, a Mobills analisou dados de mais de 33 mil usuários do aplicativo entre janeiro e julho de 2020.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 07/10/2020 - 19:21