Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Geração de empregos pelos pequenos negócios tem melhor agosto em 5 anos

27/09/2019 - 17:01
Ainda segundo o levantamento, as micro e pequenas empresas (MPE) criaram 95.587 vagas de trabalho formais celetistas no país (Imagem: Pixabay)

A geração de empregos de pequenos negócios obteve o o melhor agosto em cinco anos. Segundo dados revelados em análise feita pelo Sebrae, com base nos números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, de cada 10 empregos gerados no país em agosto deste ano, oito foram nos pequenos negócios.

Ainda segundo o levantamento, as micro e pequenas empresas (MPE) criaram 95.587 vagas de trabalho formais celetistas no país durante o mês passado, enquanto as médias e grandes corporações geraram um quarto desse saldo.

Incluído ao total de contratações feitas pela administração pública, o número de novos postos de trabalho foi de 121.387, com os pequenos negócios respondendo por quase 80% desse valor.

“Os pequenos negócios, que hoje representam 99% das empresas do país, mostram que o segmento é o futuro do Brasil, já que estão gerando empregos e renda a todo mês, como demonstra os últimos levantamentos do Ministério da Economia. Empreender está na alma do brasileiro”, afirma o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

Acumulado

No acumulado do ano, entre os meses de janeiro e agosto, os pequenos negócios geraram 541,7 mil empregos, saldo 15 vezes maior que o registrado pelas médias e grandes empresas, tendo superado em 6% o registrado pelos pequenos negócios no mesmo período do ano passado.

Por outro lado, o saldo de vagas nas corporações de maior porte foi de 35,1 mil contratações com carteira assinada, nesse mesmo período. O resultado é 58% menor do que elas haviam registrado em 2018. O volume de postos de trabalho gerados pelas MPE no mês passado superou em 117% o saldo de julho e em 14,5% o resultado do mesmo mês em 2018.

Destacaram-se nesse setor, as micro e pequenas empresas que atuam no ramo imobiliário – na comercialização e administração de imóveis -, com a criação de 17,8 mil novas vagas (Imagem: Inversa)

Setores

Entre os setores, a área de serviços continuam impulsionando a geração de empregos no país, tendo sido responsáveis por 48,1 mil novos postos de trabalho, em agosto deste ano. Esse número corresponde à metade de todas as vagas criadas por esse nicho de empresas no oitavo mês de 2019.

Destacaram-se nesse setor, as micro e pequenas empresas que atuam no ramo imobiliário (na comercialização e administração de imóveis), com a criação de 17,8 mil novas vagas, e as empresas do ramo de ensino, com mais 9,8 mil empregos.

As MPE desse setor também estão à frente das contratações com carteira assinada realizadas no acumulado de 2019, com 325 mil pessoas empregadas, seguidas pela construção civil, com mais de 90 mil.

De acordo com o Sebrae, isso sinaliza uma retomada do crescimento econômico, uma vez que o setor da construção está diretamente relacionado a investimentos em infraestrutura.

Paulista
As micro e pequenas empresas de São Paulo lideraram a geração de empregos em agosto, com a criação de mais de 30 mil postos de trabalho (Imagem: Pixabay)

Cidades

As micro e pequenas empresas de São Paulo lideraram a geração de empregos em agosto, com a criação de mais de 30 mil postos de trabalho, sendo seguidas pelas MPE do Rio de Janeiro, que responderam pela geração de 10 mil vagas no país.

Com isso, a região Sudeste se destacou no mês passado, com a contratação de 45,5 mil trabalhadores, seguida pela região Nordeste, que gerou mais de 16,8 mil empregos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Diana Cheng - 27/09/2019 - 17:01