Sobe-e-desce da Bolsa

Altas e baixas do Ibovespa: Casas Bahia (BHIA3) despenca junto com Banco do Brasil (BBAS3); Braskem (BRKM5) dispara

09 nov 2023, 13:17 - atualizado em 09 nov 2023, 14:20
Casas Bahia
Ibovespa: Na contramão de Casas Bahia, as petroleiras avançavam na sessão (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

Ibovespa (IBOVdispara nesta quinta-feira (9), em dia expressivo de altas e baixas na sessão, com diversas ações figurando na ponta positiva após divulgar balanço no terceiro trimestre do ano.

Por volta de 13h05, Braskem (BRKM5) disparava 14,47% após o grupo Adnoc, fazer uma nova oferta não vinculante, de R$ 10,5 bilhões, pela participação que a Novonor tem petroquímica, que equivale a 37,29 reais por ação.

  • Casas Bahia (BHIA3) escorrega e prejuízo dispara +300%: E agora? Confira no Giro do Mercado o que fazer com as ações da gigante varejista, segundo o analista Fernando Ferrer. É só clicar aqui:

Grupo Soma (SOMA3) ganhava 9,29% apesar do balanço do 3T23 ter mostrado lucro líquido ajustado de R$ 96,1 milhões, marcando queda de 6,7% na base anual.

Cogna (COGN3), que marcou lucro de R$ 44 milhões, subia 6,49%, enquanto Hapvida (HAPV3) subia 1,62% após reportar lucro de R$ 261,1 milhões no período, queda de 61,5%.

Petrobras (PETR4) valoriza 2,78%, com o mercado esperando o balanço da estatal após o fechamento do pregão de hoje. 3R Petroleum (RRRP3) ganha 1,41% mesmo após marcar prejuízo líquido de R$ 77,5 milhões, enquanto Prio (PRIO3) subia 1,28%.

Casas Bahia despenca: baixas do Ibovespa

Minerva (BEEF3) lidera as baixas do dia, caindo 10,15%, após reportar receita líquida de R$ 7,067 bilhões, marcando queda de 16,2%.

Em seguida vinha Casas Bahia (BHIA3), que derretia 5,25% após reportar prejuízo líquido contábil de R$ 836 milhões. Magazine Luiza (MGLU3) caia 2,81%.

Banco do Brasil (BBAS3) perdia 3,83% após atingir R$ 8,78 bilhões, um crescimento de 4,5% ante o ano passado.

*Com Reuters

Estagiária
Graduanda em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá. Tem experiência cobrindo mercados, ações, investimentos, finanças, negócios, empreendedorismo, franquias, cultura e entretenimento. Ingressou no Money Times em 2021.
Linkedin
Graduanda em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá. Tem experiência cobrindo mercados, ações, investimentos, finanças, negócios, empreendedorismo, franquias, cultura e entretenimento. Ingressou no Money Times em 2021.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.