Sobe-e-desce da Bolsa

Eneva (ENEV3) é destaque negativo, enquanto Vibra (VBBR3) cai mais de 5% e lidera as baixas do Ibovespa; veja os destaques

27 nov 2023, 13:20 - atualizado em 27 nov 2023, 13:20
Eneva Vibra
Além de Vibra e Eneva, Equatorial também tinha sessão negativa (Imagem: Divulgação/B3)

O Ibovespa (IBOV) começou esta segunda-feira (27) avançando, mas perdeu força e passou a cair. Por volta de 13h11, o principal índice da Bolsa brasileira recuava 0,46%, aos 124.937 pontos.

No mesmo horário, Vibra Energia (VBBR3) liderava baixas recuando 5,26% após a notícia de uma potencial fusão com a Eneva (ENEV3), que começou o dia em ganhos de quase 1%, mas perdia 1,76% no mesmo horário. No setor, Equatorial (EQTL3) desvalorizava 2,50%.

3R Petroleum (RRRP3) perdia 4,11% após o Goldman Sachs rebaixar a recomendação das ações de “compra” para “neutro”.

Petrobras (PETR4) recuava 0,99% após informar que o foi rescindido o contrato para a venda da refinaria Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor) e seus ativos logísticos.

Casas Bahia (BHIA3) estendia perdas, em queda de 3,77% e CVC (CVCB3) recuava 4,40%.

  • Eletrobras que se cuide: Fusão entre Vibra (VBBR3) e Eneva (ENEV3) pode criar a terceira maior empresa de energia do Brasil, veja como isso impacta os investidores das empresas no Giro do Mercado desta segunda-feira (27), é só clicar aqui: 

Altas do Ibovespa

Yduqs (YDUQ3) dispara 7,87% após o JPMorgan elevar a recomendação da ação para “overweight”. Cogna (COGN3) ganhava 4,11%.

CSN Mineração (CMIN3) disparava 5,51%, indo na contramão do minério de ferro de referência negociado em Cingapura, que caiu 0,64%, a 133 dólares por tonelada. CSN (CSNA3) ganhava 1,47% e Vale (VALE3) perdia 0,95%.

Locaweb (LWSA3) e BRF (BRFS3) dividiam a ponta positiva, em ganhos de 2,77% e 1,99%, respectivamente.

*Com Reuters

Estagiária
Graduanda em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá. Tem experiência cobrindo mercados, ações, investimentos, finanças, negócios, empreendedorismo, franquias, cultura e entretenimento. Ingressou no Money Times em 2021.
Linkedin
Graduanda em jornalismo pela Universidade Estácio de Sá. Tem experiência cobrindo mercados, ações, investimentos, finanças, negócios, empreendedorismo, franquias, cultura e entretenimento. Ingressou no Money Times em 2021.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.