Mercados

Ibovespa (IBOV) abre mais uma vez em busca dos 120 mil pontos: 5 coisas para saber antes de investir hoje (17)

17 jun 2024, 10:16 - atualizado em 17 jun 2024, 10:17
Ibovespa, 5 Coisas, Investimentos, Dólar, Day Trade, Copom
Ibovespa abriu pregão em queda, com mais um dia buscando retorno aos 120 mil pontos (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

O Ibovespa (IBOV) abriu o pregão desta segunda-feira (17) ainda em busca dos 120 mil pontos. O principal índice da bolsa brasileira caia 0,52%, a 119.037 pontos, por volta de 10h16.

Os investidores digerem as projeções dos economistas para a economia brasileira, presentes no Relatório Focus, e aguardam pela decisão do Banco Central, que acontece na quarta-feira (19).

O dólar à vista subia frente ao real nas primeiras negociações desta segunda, abrindo uma semana que terá como foco no cenário doméstico.

Day Trade:

Radar do Mercado:

5 assuntos para saber antes de investir no Ibovespa nesta segunda (17)

Copom vem aí (e talvez um corte de 0,25 ponto percentual)

A dica da semana é: respira fundo e recupera o fôlego! O Copom está quase aí, e promete balançar o mercado. O primeiro dia da Reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) acontece na amanhã, terça-feira (18).

Com a agenda esvaziada na quarta-feira (19), o segundo dia e último, do Copom, será o foco. As apostas do mercado se dividem entre mais um corte de 0,25 ponto percentual e uma pausa no afrouxamento monetário.

“Essa decisão não representará o fim definitivo do ciclo de flexibilização, mas sim o término da primeira sequência de cortes”, aponta Matheus Spiess, da Empiricus Research.

O analista reitera que a queda da Selic poderá ser retomada posteriormente, dependendo da situação econômica local — especialmente em relação ao orçamento público, e internacional, com a redução de gastos pelo Fed.

Reunião de Lula com ministros

Uma reunião entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e seus ministros, Rui Costa, ministro da Casa CivilSimone Tebet, do Planejamento e OrçamentoEsther Dweck, da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, e, claro, Fernando Haddad, do Ministério da Fazenda, abre a semana, em meio a preocupações do mercado com a política fiscal.

Lula nega o enfraquecimento de Haddad e afirma estar disposto a discutir cortes de gastos públicos. No entanto, ressalta que não realizará ajustes que penalizem os pobres, apontam os analistas da Guide Investimentos.

Dados fracos de produção na China

A produção industrial da China registrou alta anualizada de 5,6% em maio, abaixo das projeções de 6%. Em vista disso, Matheus Spiess, da Empiricus Research, aponta que os dados de maio mostraram uma produção industrial mais fraca do que o esperado, apesar de relatórios anteriores indicarem exportações mais fortes.

As vendas no varejo interno foram robustas, ligeiramente distorcidas pelo período de feriados, e as vendas em restaurantes aumentaram. No entanto, os mercados asiáticos reagiram negativamente e caíram nesta segunda.

O mercado fica com o radar direcionado a quarta-feira (19), onde o Banco do Povo da China (PBoC) definirá os juros das LPRs de 1 e 5 anos.

Sabesp (SBSP3) privatizada prevê aumentar dividendos

Sabesp (SBSP3) aprovou uma nova política de distribuição de dividendos, que passará a vigorar a partir da liquidação da oferta pública de distribuição de ações que marcará a privatização da empresa paulista de saneamento.

Conforme o documento, o pagamento de proventos para as ações ordinárias poderá ser maior do que os 25% do lucro líquido ajustado previstos atualmente.

Petrobras (PETR4) indica novos diretores e vota pagamento de R$ 20 bi

A nova gestão da CEO da Petrobras (PETR4), Magda Chambriard, indicou três diretores para a companhia, incluindo o CFO, que deverá ser ocupado por Fernando Melgarejo. As ações da petroleira foram interrompidas.

Melgarejo passou 37 anos no Banco do Brasil, dos quais dedicou cerca de 30 anos à área financeira, onde Foi Gerente Executivo na Diretoria de Finanças e Relações com Investidores da Banco do Brasil na área de Estruturação e Análise Financeira.

Para o cargo de Diretoria Executiva de Engenharia, Tecnologia e Inovação foi indicada Renata Baruzzi e para Diretoria Executiva de Exploração e Produção, Sylvia dos Anjos.

O Conselho de Administração da estatal tem uma reunião, no período da tarde, no qual será votado o pagamento de R$ 20 bilhões à Receita Federal para encerrar litígios da estatal com o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf), segundo informações d’O Globo.

Estagiária
Estudante de jornalismo na Universidade São Judas Tadeu, tem habilidades em edição de imagens e vídeos além da paixão pelo meio de comunicações. Estuda inglês e está em busca da fluência.
Estudante de jornalismo na Universidade São Judas Tadeu, tem habilidades em edição de imagens e vídeos além da paixão pelo meio de comunicações. Estuda inglês e está em busca da fluência.
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.