Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ibovespa opera em alta em linha com melhora de Trump; Vale e CSN são destaques

05/10/2020 - 12:23
Ibovespa-B3-B3SA3
Melhora de quadro clínico de Trump impulsiona mercados globais (Imagem: B3/Youtube)

O Ibovespa avançava nesta segunda-feira, apoiado pela melhora do humor em mercados globais, diante da evolução do quadro do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, após ser internado com Covid-19 na sexta-feira.

Às 12:23 (horário de Brasília), o Ibovespa (IBOV) subia 0,72%, a 94.730,45 pontos. O volume financeiro era de 6,25 bilhões de reais.

Após o diagnóstico de coronavírus de Trump impactar mercados em todo o mundo na sexta-feira, o quadro clínico do presidente dos EUA seguiu apresentando melhora durante a noite, e a Casa Branca está otimista de que ele deixará o hospital nesta segunda-feira, informou a Fox News, citando uma declaração do chefe de gabinete da Casa Branca, Mark Meadows.

Também chamava a atenção de investidores a declaração de Meadows de que ainda há potencial para chegar a um entendimento com os parlamentares sobre mais estímulos econômicos durante a pandemia, e que o presidente Trump está comprometido em efetivar um acordo.

Na frente doméstica, as indefinições sobre o novo programa de transferência de renda do governo Jair Bolsonaro ainda preocupavam o mercado.

Para analistas da Terra Investimentos, a “indefinição do governo pode levar volatilidade ao mercado durante a semana”, afirmaram em nota, acrescentando que pode ser destacado o contínuo desgaste do ministro Paulo Guedes com outros membros do governo e com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia.

Guedes participa nesta manhã de encontro com o senador Marcio Bittar (MDB-AC), relator do Projeto de Lei Orçamentária Anual de 2021 e da PEC do Pacto Federativo, após uma reunião mais cedo no Palácio da Alvorada com o presidente Bolsonaro e ministros do governo na qual Guedes não estava presente, que, segundo fontes, tinha como objetivo alinhar a pauta política do governo.

A última sexta-feira foi marcada por estresse no mercado em meio a críticas que Marinho teria feito a Guedes num evento fechado com um grupo de economistas.

Na agenda de indicadores econômicos, o setor de serviços brasileiro voltou a crescer em setembro depois de seis meses de retração, diante da reabertura das empresas após o relaxamento das medidas de contenção ao coronavírus, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI).

O índice subiu a 50,4 em setembro, ante 49,5 em agosto.

Destaques

Vale VALE3
Vale sobe quase 2%, acompanhando índice (Imagem: Reuters/Brendan McDermid)

Vale (VALE3) ganhava 2,2%, apoiando o Ibovespa devido ao forte peso que os papéis da companhia exercem sobre o índice. CSN (CSNA3) avançava 4,1%.

Petrobras (PETR3; PETR4) subiam 1,6% e 1,5%, respectivamente. Os preços dos contratos futuros do petróleo tinham forte alta nesta segunda-feira, diante das notícias sobre a melhora de Trump, que derrubaram a commodity na sexta-feira.

Itaú Unibanco (ITUB4) caía 0,2%, segurando o índice. Bradesco (BBDC4) recuava 0,6%, enquanto Santander Brasil (SANB11) desvalorizava-se 0,8%.

Minerva (BEEF3) subia 0,6%, após aprovar programa de recompra de ações. No setor, JBS (JBSS3) avançava 1,1%, enquanto Marfrig (MRFG3) ganhava 0,9%.

Cogna (COGN3) perdia 3%, como maior queda da sessão, enquanto Yduqs (YDUQ3) tinha recuo de 2,55%. Fora do Ibovespa, Ânima Educação (ANIM3) caía 2,6% e Ser Educacional (SEER3) tinha queda de 1,1%, com o setor na expectativa da conclusão do acordo envolvendo as operações nacionais da Laureate nas próximas semanas.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Simões - 05/10/2020 - 12:23