Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ibovespa sobe 1,18% em dia de vencimento de contratos de futuros ​​

12/02/2020 - 18:22
Mercados Ibovespa
O Ibovespa avançou 1,18%,​​ a 116.737,66​ pontos (Imagem: REUTERS/Amanda Perobelli)

O Ibovespa (IBOV) fechou em alta nesta quarta-feira, apoiado pelo viés externo positivo, tendo Cogna (COGN3) entre as maiores altas após precificar oferta de ações, assim como TIM, que divulgou resultado acima das expectativas.

Índice de referência do mercado acionário brasileiro, o Ibovespa subiu 1,13%, a 116.674,13 pontos. O volume financeiro somou 74,6 bilhões de reais, em sessão marcada pelos vencimentos de opções do Ibovespa e do índice futuro.

Analistas da corretora Mirae Asset atribuíram o tom positivo no mercado a uma aparente confiança de que o surto de coronavírus, que emergiu na China, logo será controlado.

Apesar de o coronavírus ainda estar contaminando muitas pessoas na China, eles destacaram que o mercado está se apegando ao controle do governo chinês a cidades atingidas, com a doença não mais se propagando tão rapidamente como no começo.

Fernando Bresciani e Pedro Galdi também citaram como outro componente que tem ajudado no humor orientação do governo chinês a algumas cidades que estavam paradas a retomar suas atividades para não gerar falta de suprimentos em nível mundial.

Destaques

Cogna avançou 4,04%, um dia após precificar oferta de ações a 11 reais por papel, um desconto de apenas 1,35% em relação ao fechamento das ações na véspera, levantando quase 2,6 bilhões de reais. Os recursos devem ser usados para aquisições de entidades de ensino superior para otimizar a estrutura de capital da empresa de educação.

Klabin (KLBN11) subiu 4,52% e Suzano (SUZB3) fechou em alta de 3,92%, tendo de pano de fundo a melhora do ânimo em relação à China, além de nova alta do dólar ante o real, renovando cotação recorde, a 4,3506 reais, o que tende a beneficiar as fabricantes de papel e celulose. A Suzano divulgou seu balanço após o fechamento do pregão, com lucro e Ebitda em linha com as previsões de analistas.

Tim (TIMP3) valorizou-se 4,05%, após a operadora de telefonia reportar lucro líquido normalizado de 756 milhões de reais no quarto trimestre, acima da estimativa média de analistas de 599,4 milhões de reais. Em teleconferência sobre o resultado, a TIM disse pode elevar ainda mais seus resultados sequenciais, com base nos primeiros sinais de melhoria observados em janeiro.

Totvs (TOTS3) teve alta de 4,24% antes da divulgação do resultado do quarto trimestre. Após o pregão, a empresa anunciou lucro levemente abaixo e Ebitda pouco acima da previsão média de analistas da Refinitiv.

Cielo (CIEL3) subiu 2,66% com a possibilidade de o Banco do Brasil vender negócios na área de cartões, na qual está inserida fatia na Cielo, afirmou o Valor Econômico.

Banco do Brasil (BBAS3), que divulga balanço na quinta-feira, teve ganho de 0,58%. Itaú Unibanco  (ITUB4) caiu 0,4%, enquanto Bradesco (BBDC4) perdeu 1,34%.

Petrobras (PETR4) e Petrobras (PETR3) encerraram com elevação de 2,2% e 1,69%, respectivamente, amparadas pela alta dos preços do petróleo no mercado externo.

Vale (VALE3) teve acréscimo de 1,96%, em sessão de alta de papéis de mineração e siderurgia na Europa, com o minério de ferro na China engatando nova alta. CSN (CSNA3) subiu 2,04%.

CVC Brasil (CVCB3) recuou 2,49%, destaque na ponta negativa, afetada pela alta do dólar, além do cenário ainda desfavorável para o setor de viagens em razão do coronavírus.

IRB Brasil (IRBR3) caiu 2,74%, conforme agentes seguem repercutindo desdobramentos de questões da Squadra Investimentos sobre a sustentabilidade dos resultados da resseguradora. A empresa disse mais cedo na semana que contratará auditoria adicional de seu balanço de 2019, programado para o dia 18.

Veja o fechamento de outros índices da B3 nesta quarta-feira

– IBrX 100:1,20%, 49.293,93​ pontos.

– IBrX 50:1,11%, 19.002,31 pontos.

– IBrA:1,21%, 4.634,81 pontos.

– Índice Small Cap (SMLL):1,28%, 2.885,17 pontos.

– Índice MidLarge Cap (MLCX):1,19%, 2.236,62 pontos.

– Índice Dividendos (IDIV):1,47%, 6.905,41 pontos.

– Índice Financeiro (IFNC):0,32%, 13.027,03 pontos.

– Índice de Consumo (ICON):1,31%, 5.448,97 pontos.

– Índice de Energia Elétrica (IEE):1,23%, 79.022,56 pontos.

– Índice de Materiais Básicos (IMAT):2,36​%, 3.732,68 pontos.

– Índice do Setor Industrial (INDX):1,35%, 21.534,87 pontos.

– Índice Imobiliário (IMOB):1,80%, 1.442,95 pontos.

– Índice Utilidade Pública (UTIL):1,42%, 8.994,63 pontos.

– Índice de BDRs Não Patrocinados-GLOBAL (BDRX):1,29%, 8.498,06 pontos.

– Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE):1,64%, 4.294,81 pontos.

– Índice de Ações com Governança Diferenciada (IGCX):1,44%, 18.663,03 pontos.

Leia mais sobre: Ações, Ibovespa, Mercados, Reuters

Última atualização por Renan Dantas - 12/02/2020 - 20:07