Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Investindo em sustentabilidade: conheça os 10 BDRs com os melhores padrões ESG

08/04/2021 - 15:10
Planta crescendo de dinheiro ESG Expert
Pensando no longo prazo, as empresas vencedoras serão aquelas que colocam em primeiro plano as questões ambientais, sociais e de governança, disse a XP Investimentos (Imagem: Freepik/jcomp)

Enquanto no Brasil a pauta ESG (Environmental, Social and Corporate Governance, ou, em português, Governança Ambiental, Social e Corporativa) ainda é uma novidade que vem crescendo aos poucos, debates sobre o tema já são realidade no exterior.

Em relatório divulgado na semana passada, a XP Investimentos destacou que, globalmente, mais de US$ 30 trilhões em ativos sob gestão são gerenciados por fundos que definiram estratégias sustentáveis. Boa parte desse montante (cerca de US$ 14,1 trilhões) está concentrada na Europa. Outra parcela significativa, de US$ 12 trilhões, é gerida por fundos dos Estados Unidos.

Olhando para esse movimento, que tem ganhado cada vez mais força ao redor do mundo, e considerando que os BDRs (Brazilian Depositary Receipts, certificados emitidos no Brasil que possuem como lastro ações emitidas no exterior) são boas alternativas para quem quer diversificar os investimentos, a corretora selecionou dez ações de empresas estrangeiras com as melhores classificações ESG, de acordo com o MSCI. Confira:

Empresa Ticker BDR Recomendação Consenso* Rating MSCI
1 Microsoft MSFT34 4,9 AAAA
2 Nvidia NVDC34 4,5 AAAA
3 TSMC TSMC34 4,2 AAAA
4 ASML ASML34 4,3 AAAA
5 Salesforce SSFO34 4,6 AA
6 Home Depot HOME34 4,2 AA
7 Zoetis Z1TS34 4,4 AA
8 AstraZeneca A1ZN34 4,7 AA
9 Workday W1DA34 4,3 AA
10 Mastercard MSCD34 4,7 A

(Fonte: Bloomberg, XP Investimentos/*Escala de 1 a 5, onde recomendação de venda é um valor menor que 3, neutra de 3 a 4 e compra acima de 4)

De acordo com a XP, pensando no longo prazo, as empresas vencedoras serão aquelas que colocam em primeiro plano as questões ambientais, sociais e de governança.

“Companhias que não levam em consideração os critérios ESG têm, historicamente, visto maiores custos de capital, mais volatilidade e menor gestão de riscos. Como resultado, elas tendem a possuir um pior desempenho no longo prazo”, afirmaram Marcella Ungaretti, Vinicius Araujo e Jennie Li, responsáveis pelo relatório.

A XP lembrou que a classificação ESG do MSCI mede a resiliência das empresas em relação aos seus principais riscos ambientais, sociais e de governança no longo prazo. O rating leva em consideração a capacidade da empresa de desenvolver estratégias para gerenciar seus riscos e aproveitar as oportunidades.

Os ratings vão de AAA (líder) para CCC (atrasada em relação ao setor), sendo AAA o melhor e CCC o pior.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 08/04/2021 - 15:10