Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

IRB fecha em queda de 9,06% com Squadra questionando práticas contábeis

03/02/2020 - 18:35
IRB Brasil
Na visão dos analistas, existem indícios que apontam para lucros recorrentes significativamente inferiores aos lucros contábeis reportados nas demonstrações financeiras da companhia (Imagem: Facebook)

As ações do IRB Brasil (IRBR3) fecharam com expressiva desvalorização. O mercado reage de forma negativa após a divulgação de uma carta da gestora de fundos Squadra apontando sua posição de short com os papéis da companhia e questionando práticas contábeis.

Com isso, as ações da companhia perderam 9,06% a R$ 40,77.

Em documento enviado a clientes com data de ontem, a gestora destaca que desde que o IRB abriu seu capital em bolsa de valores, em 2017, dedica esforços na análise de seus negócios e resultados.

Na visão dos analistas, existem indícios que apontam para lucros normalizados (recorrentes) significativamente inferiores aos lucros contábeis reportados nas demonstrações financeiras da companhia.

Para a Squadra, essa disparidade entre lucro contábil e lucro normalizado foi crescente durante o período e atingiu sua maior diferença nos resultados trimestrais mais recentes. A equipe faz questão de apontar que não está afirmando que há razões legais ou regulatórias que exijam a divulgação de tais lucros de modo diferente ao realizado pelo IRB.

Eles explicam que a intenção é justificara a opinião de que há uma grande disparidade entre preço e valor nas ações do IRB, causada principalmente por uma percepção de parcela do mercado sobre a sustentabilidade dos seus elevados níveis de retorno sobre o capital.

O IRB Brasil divulgou nota para informar que suas demonstrações contábeis são auditadas internamente e externamente, e que sua performance financeira e seu “earnings power” está fielmente retratado nas referidas demonstrações.

“A Companhia informa ainda que está avaliando com seus assessores legais, as medidas cabíveis a serem tomadas neste cenário, onde o emissor da carta tem interesse econômico diametralmente conflitante com os interesses da companhia”.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Leia mais sobre: , , , ,

Última atualização por Renan Dantas - 03/02/2020 - 18:41

Pela Web