AgroTimes

Jalles (JALL3) e São Martinho (SMTO3) saltam na B3 nesta quinta (14) após aprovação de PL; confira

14 mar 2024, 17:10 - atualizado em 14 mar 2024, 18:14
jalles machado são martinho ações jall3 smto3 ibovespa hoje
Se a mudança passar no Senado, a nova margem de mistura de etanol no combustível fóssil passará de 22% a 27% (Imagem: Reprodução/Usina Santa Adélia)

As ações da Jalles Machado (JALL3) e São Martinho (SMTO3) operavam com altas de 7,28% e 5,07%, respectivamente, por volta de 16h14 desta quinta-feira (14), e se encaminhavam para um fechamento em grande estilo.

De acordo com analistas, os avanços parecem estar atrelados com a aprovação do projeto do “Combustível do Futuro” na Câmara dos Deputados.

O texto aumenta a mistura de etanol e de biodiesel à gasolina e ao diesel, respectivamente, e também cria programas nacionais de diesel verde, de combustível sustentável para aviação e de biometano.

Se a mudança passar no Senado, a taxa de mistura de etanol à gasolina subirá de 22% a 27%, podendo chegar a 35%, se prevalecer a posição de alguns parlamentares. Vale lembrar que, atualmente, a mistura pode variar de 18% a 27,5%.

Visões da Terra e BTG para Jalles Machado e São Martinho

De acordo com Regis Chinchila, head de research da Terra Investimentos, a mudança é positiva para as empresas do setor sucroalcooleiro, principalmente pelo potencial aumento da demanda por etanol. “Daria para estimar um incremento de cerca de 1,3 bilhão de litros caso o aumento na mistura de etanol anidro na gasolina chegue a 30%. Ou ainda, um potencial adicional de aumento de aproximadamente 2,2 bilhões de litros caso a mistura de 35% seja aprovada”, explica.

O BTG Pactual ressalta que embora grande parte do que está no projeto exige que o CNPE (Conselho Nacional de Política Energética) implemente mudanças, algumas dessas medidas representam passos significativos para mitigar os riscos para os mercados de etanol e biodiesel e reforçam o compromisso das autoridades brasileiras de fomentar os biocombustíveis como um elemento central para a agenda de descarbonização do Brasil.

“Para a safra 24/25, esperamos recuperação nos preços do etanol, com um equilíbrio mais saudável entre oferta e demanda, impulsionado por uma menor oferta devido a uma moagem de cana-de-açúcar reduzida na região Centro-Sul, causada por condições climáticas menos favoráveis em comparação com a safra anterior, e uma maior demanda, decorrente do aumento na mistura de etanol hidratado nas vendas”, completa Chinchila.

O BTG recomenda compra de SMTO3, Raízen (RAIZ4), JALL3 e Adecoagro, bem como da produtora de biodiesel 3tentos (TTEN3). A Raízen, por outro lado, recuava 0,29% no mesmo horário, enquanto a TTEN3 caía 2,48%.

Vale lembrar que o conselho da Raízen autorizou a empresa a contrair financiamento de até US$ 300 milhões.

Repórter
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Money Times desde março de 2023. Antes disso, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.