Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Japonesa GMO relata aumento de lucro para seus serviços de cripto

24/02/2020 - 12:01
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
GMO Coin, subsidiária da GMO Internet, relatou aumento no lucro operacional em seus serviços de corretagem e de mineração (Imagem: GMO Coin)

GMO Internet Inc., grande empresa japonesa de serviços relacionados à internet, anunciou seus resultados comerciais para o ano fiscal de 2019 (de janeiro a dezembro) no dia 12 de janeiro.

Suas vendas cumulativas cresceram para 196,17 bilhões de ienes, um aumento anual de 5,9%, e o lucro operacional foi de 25,27 milhões, um aumento de 16%.

GMO Coin Inc., subsidiária da GMO Internet, também relatou aumento no lucro operacional em seus serviços de corretagem e de mineração.

GMO Coin voltou a ter rentabilidade após estar 1,36 bilhões de ienes no vermelho no anterior período fiscal. Apesar das vendas líquidas da empresa terem totalizado 6,07 bilhões, uma queda de 26,4% dos 8,24 bilhões do ano passado, também relatou 958 milhões de lucro operacional.

No âmbito da mineração, a quantidade de bitcoin minerada pela GMO Coin diminuiu por conta de uma queda temporária na taxa de hashes da própria empresa, resultando em um declínio significativo nas vendas líquidas: 49,1%.

No entanto, o lucro operacional permaneceu no vermelho por conta da consequência de redução de custos para a reestruturação da empresa.

jvcea Japan Virtual Currency Exchange Association
A Associação de Plataformas de Criptoativos do Japão (JVCEA) é empresa autorregulatória para a indústria de criptoativos no país e impôs algumas regras a serem seguidas pelas corretoras (Imagem: Crypto Times)

Além disso, a corretora sofreu impactos da adesão antecipada das regras autorregulatórias da Associação de Corretoras de Criptoativos do Japão (JVCEA).

A JVCEA exige que haja a redução de alavancagem na negociação em margem antes do fim de julho de 2020, resultando na queda anual de 2,6% nas vendas líquidas.

Por outro lado, o número de contas de negociação registradas no serviço de corretagem de criptoativos continuou a se expandir para 299 mil contas, em mais de 32,8%.

GMO Coin também declarou que vai priorizar a criação de uma nova base para mineração no futuro e transferir o sistema para operações comerciais, para que eletricidade possa ser usada a menor custo.

De médio a longo prazo, GMO Coin está comprometida a implementar uma estratégia de mineração de baixo custo e planeja expandir seu mercado interno no serviço de corretagem de criptoativos ao usar seu conhecimento no mercado “forex” (estrangeiro).

Sobre outras iniciativas, a empresa planeja emitir stablecoins lastreadas ao iene japonês.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 24/10/2020 - 18:19