Lavoro prevê manter forte crescimento com M&As e firmeza do mercado de grãos

01/10/2021 - 9:56
Milho
“Tivemos que mudar nosso ritmo de planejamento, e começar a planejar mais cedo, para acompanhar o ritmo do produtor”, afirmou o CEO da companhia, Marcelo Abud (Imagem: REUTERS/Henry Romero)

Depois de faturar 6 bilhões de reais em 2020/21, com crescimento de 25% contra o ciclo anterior, a Lavoro, considerada a maior distribuidora de insumos agrícolas da América Latina, enxerga um horizonte promissor enquanto produtores buscam nova safra recorde de soja no Brasil.

A companhia que nasceu em 2017 após um processo de fusões e aquisições de mais de 20 distribuidoras de grande e médio porte, hoje sob o controle do fundo Pátria Investimentos, espera seguir nesta estratégia.

E avalia que poderá avançar mais dois dígitos em vendas por ano ao menos até a safra 2022/23, que já está sendo planejada.

Em entrevista à Reuters, o CEO da companhia, Marcelo Abud, disse que pela primeira vez a empresa começou a negociar os insumos para o plantio com tanta antecedência como os de 2022/23, que serão utilizados somente a partir de setembro do ano que vem.

“Tivemos que mudar nosso ritmo de planejamento, e começar a planejar mais cedo, para acompanhar o ritmo do produtor”, afirmou ele, citando que este nível de antecipação está se tornando fundamental para dar previsibilidade aos negócios.

As expectativas de crescimento da Lavoro vêm na esteira do mercado de grãos –composto por firme demanda, preços atrativos e câmbio favorável– mas também pela estratégia de expansão da empresa pautada em: fusões e aquisições, abertura de novas lojas, melhoria de portfólio e digitalização.

“Acreditamos que sim, seguiremos crescendo dois dígitos com base nessas quatro frentes”, afirmou o CEO.

Sem revelar quais podem ser os próximos parceiros de M&A, ele disse que a Lavoro segue olhando as oportunidades do mercado. “E entendemos que há grandes oportunidades”, acrescentou.

Do ponto de vista de crescimento orgânico, Abud disse que a empresa investiu cerca de 400 milhões de reais na safra 2020/21 com projetos como a abertura de novas lojas, e pretende manter o ritmo de aportes nesta temporada.

“O foco da Lavoro é continuar expandindo as suas atividades no Brasil e em países da América do Sul, como Colômbia, Chile, Paraguai, Peru e Uruguai“, pontuou.

Por enquanto, a companhia tem unidades na Colômbia e Brasil, que representa 80% das operações com unidades em Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, Tocantins e Rondônia, São Paulo e Minas Gerais e Paraná e Santa Catarina.

Na unidade brasileira, produtos para soja e milho são responsáveis por 70% dos negócios –daí a forte relação com o momento positivo no setor de grãos.

Pesquisa realizada pela Reuters indica que o Brasil caminha para mais uma safra recorde de soja em 2021/22, com colheita estimada em 143,75 milhões de toneladas. Como o plantio já foi iniciado em diversas regiões, a tendência é que a segunda safra de milho também seja implantada em condições mais favoráveis.

Menos bater, mais cautela

Com o produtor capitalizado, porém em um ambiente ainda com algumas incertezas relacionadas à pandemia da Covid-19, o CEO da Lavoro disse que tem observado uma diminuição nas operações de barter (troca de insumos por produtos).

“Encomendamos uma pesquisa para entender melhor, mas o que temos visto é que teve muita especulação de preço e o produtor está mais cauteloso no barter porque não sabe o que vai acontecer com o preço do grão.”

Para a Lavoro, no entanto, ele acredita que a mudança nestas negociações não faz tanta diferença, mas para o produtor sim.

Logística

Questionado sobre os gargalos logísticos causados pela pandemia, Abud admitiu que há atrasos na entrega dos produtos, porém não houve falta de algum insumo capaz de impactar o plantio dos clientes.

Para ele, as relações com os fornecedores e a digitalização dos processos foram cruciais para manter a distribuição ante as adversidades de oferta e transporte.

“Temos muitos insumos que vêm da China, diminuiu a oferta, fábricas fecharam, isso tem deixado desafios… Por outro lado temos conseguido nos sair bem deles”, afirmou.

“O que conseguimos foi nos comprometer muito bem com os fornecedores e conseguimos ir cobrindo isso.”

O portfólio da Lavoro conta com sementes, adubos, defensivos agrícolas, fertilizantes foliares e insumos biológicos, entre outros produtos para agricultura e pecuária.

Última atualização por Rafael Borges - 01/10/2021 - 9:56

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web