AgroTimes

M. Dias Branco (MDIA3) deve surpreender no 3T23 com menores custos, vê XP

18 out 2023, 10:23 - atualizado em 18 out 2023, 10:23
m. dias branco xp mdia3
Os custos com trigo da M. Dias Branco estão 31% mais baixos em relação ao ano anterior no terceiro trimestre de 2023 (Imagem: Divulgação/ M.Dias Branco)

No próximo dia 10 de novembro, a M. Dias Branco (MDIA3), líder em biscoitos e massas no Brasil, divulga seus resultados referentes ao terceiro trimestre de 2023 (3T23).

Com isso, o Agro Times compilou os principais destaques que a XP Investimentos projeta para a MDIA3 na próxima divulgação.

Entre os principais destaques está a queda nos preços do trigo e óleo de palma da empresa, que estão abaixo dos níveis de janeiro de 2022.

Para o trigo, os custos estão 31% mais baixos no terceiro trimestre de 2023 em relação ao ano anterior, enquanto que para o óleo de palma, os custos estão 32% mais baixos comparado ao mesmo período de 2022.

Visão da XP para MDIA3

A corretora projeta fortes resultados para M. Dias Branco. Os números devem ser impulsionados, justamente, pelos menores custos, mas também pela capacidade da empresa de sustentar os repasses de preços feitos nos últimos anos em sua principal categoria.

No lado negativo, a XP espera que os volumes decepcionem devido a uma perspectiva mais difícil para as vendas, uma vez que os varejistas estão pressionando por estoques mais baixos, embora as vendas na ponta permaneçam saudáveis.

De forma geral, a corretora prevê uma receita de R$ 2,8 bilhões, com uma margem Ebitda ajustada de 15,8%.

Custos mais baixos refletem em menores preços

Além da margarina, a farinha de trigo e o farelo já estavam em tendência de baixa devido aos preços mais baixos do trigo.

Pela primeira vez em vários trimestres, a XP enxerga um efeito ligeiramente negativo nos preços das massas, refletindo os preços mais baixos das commodities, uma vez que parte dos concorrentes já diminuiu os preços.

No lado positivo, a corretora enxerga a M. Dias Branco com capacidade para manter preços mais altos para biscoitos, também beneficiados positivamente por uma melhor composição.

Investidores podem se frustrar

Além de margens melhores, a XP vê a geração de fluxo de caixa da companhia se beneficiando das melhorias recentes no capital de giro (estoques e contas a pagar melhores, com contas a receber como vento contrário).

No entanto, a corretora destaca que parte dos investidores espera uma margem Ebitda ajustada de 16% a 18%, ou até mais alta.

Dessa maneira, uma margem próxima a 16% pode ser vista como negativa por parte do mercado.

Por fim, a XP recomenda compra da ação, com preço-alvo de R$ 48,40 e potencial de alta de 39%.

Repórter no Agro Times
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Formado em Jornalismo pela Universidade São Judas Tadeu. Atua como repórter no Agro Times desde março de 2023. Antes do Money Times, trabalhou por pouco mais de 3 anos no Canal Rural, onde atuou como editor do Rural Notícias, programa de TV diário dedicado à cobertura do agronegócio. Por lá, participou da produção e reportagem do Projeto Soja Brasil, que cobre o ciclo da oleaginosa do plantio à colheita, e do Agro em Campo, programa exibido durante a Copa do Mundo do Catar e que buscava mostrar as conexões entre o futebol e o agronegócio.
Linkedin
Giro da Semana

Receba as principais notícias e recomendações de investimento diretamente no seu e-mail. Tudo 100% gratuito. Inscreva-se no botão abaixo:

*Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.