Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Magazine Luiza (MGLU3) e Via (VIIA3) começam 2º semestre com perdas de até 8%; veja o que esperar

Renan Dantas
04/07/2022 - 18:28
Magazine Luiza
De acordo com Idean Alves, sócio e chefe da mesa de operações da Ação Brasil Investimentos, o setor do varejo sofreu mais uma vez devido ao contexto atual (Imagem: Reprodução/Magazine Luiza/ Via)

Magazine Luiza (MGLU3) e  Via (VIIA3), duas das maiores e mais tradicionais varejistas da Bolsa, começaram o segundo semestre como terminaram o primeiro: em queda.

As duas ações voltaram a figurar entre as maiores perdas do Ibovespa: Magazine Luiza caiu 3,18%, a R$ 2,13, enquanto a Via derrapou 3,17%, a R$ 1,83.

Em duas sessões, Via caiu 4,69% e Magalu 8,97%.

De acordo com Idean Alves, sócio e chefe da mesa de operações da Ação Brasil Investimentos, o setor do varejo sofreu mais uma vez devido ao contexto atual, com juros altos e elevação da percepção do risco fiscal.

Novidade no varejo não ajuda ação

As alterações promovidas por ViaMagazine Luiza em seus marketplaces devem ajudar a melhorar a rentabilidade das companhias no médio prazo, à medida que reduzem subsídios, mas impactam o crescimento no longo prazo, disseram analistas do Citi nesta segunda-feira.

Em relatório, eles citam aumento de 2 pontos percentuais pelo Magazine Luiza na sua comissão em vendas de lojistas que optam pelo modelo de pagamento antecipado a partir do próximo dia 15, em movimento que não contempla categorias de moda e acessórios.

No caso da Via, destacam a decisão de estabelecer que o pagamento a certos lojistas será feito em parcelas quando as respectivas compras pelos clientes forem parceladas e que oferecerá antecipação de pagamento (para quatro dias após a compra) para os lojistas que optarem pela opção ‘fulfillment’ – quando a Via opera todo o processo, da venda à entrega.

“No longo-prazo, no entanto, essas mudanças devem limitar o crescimento do marketplace para Via e Magazine Luiza, já que outras empresas devem aproveitar essa oportunidade para oferecer termos mais competitivos aos lojistas”, disseram.

As informações publicadas pelo Citi constavam em reportagem do Valor Econômico de sexta-feira. Procurados pela Reuters, o Magazine Luiza confirmou as mudanças na sua plataforma para vendas por lojistas terceiros, enquanto a Via não comentou imediatamente o assunto.

Vale investir em Magazine Luiza e Via?

Victoria Minatto, analista de varejo da Benndorf, afirma que com a inflação alta, as ações de consumo tendem a sofrer mais volatilidade, em especial as mais afetadas pelo cenário macro, como Via e Magalu, que possuem um ticket médio mais alto (muito dependentes de linha branca).

Minatto diz que a queda do Magazine Luiza não implica em um preço “barato” para as ações. “O momento macro, tanto do Brasil como do mundo, não é favorável para varejo”, ressalta.

Minatto recomenda a compra de empresas que geram caixa, pagam dividendos, e conseguem “performar” bem independente do cenário, “o que não é o caso de varejo e, especificamente, do Magazine Luiza”.

Segundo a analista da Ativa, Lívia Rodrigues, o Magazine Luiza sofreu com problemas tanto na parte da demanda, fortemente impactada pelo cenário macroeconômico, quanto no quesito concorrencial, com maior pressão de concorrentes estrangeiros.

Veja as maiores altas do Ibovespa

Empresa Ticker Alta
Hapvida HAPV3 7,47%
Locaweb LWSA3 4,20%
Positivo POSI3 3,13%
PetroRio PRIO3 3,12%
BRF BRFS3 3,15%

Veja as maiores quedas do Ibovespa

Empresa Ticker Queda
IRB IRBR3 4,63%
Yduqs YDUQ3 4,31%
Magazine Luiza MGLU3 3,18%
Via VIIA3 3,17%
CSN Mineração CMIN3 2,62%

Com Giovana Leal e Reuters

Última atualização por Renan Dantas - 04/07/2022 - 18:28

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto