Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Magazine Luiza, Vale ou Itaú: Veja quem perdeu R$ 109 bilhões em valor na Bolsa neste ano

Renan Dantas
01/12/2021 - 14:11
B3, Ibovespa, Mercados, Ações
O BB Investimentos lembra que nem mesmo a safra de resultados do terceiro trimestre foi capaz de reverter essa tendência de queda (Imagem: Money Times/Diana Cheng)

Inflação, alta dos juros, crise política, baixo crescimento e, agora, a nova cepa da Covid-19 provocaram duras perdas à Bolsa brasileira, que viu o seu valor de mercado derreter R$ 1,3 trilhão entre o seu pico em junho, quando o Ibovespa (IBOV) atingiu 130 mil pontos, e a última terça-feira (30). Os dados são da Economática.

Até ontem, o valor de mercado das 302 empresas listadas em Bolsa era de R$ 4,08 trilhões. Em junho, as companhias valiam R$ 5,41 trilhões.

O BB Investimentos lembra que nem mesmo a safra de resultados do terceiro trimestre foi capaz de reverter essa tendência de queda.

“Domesticamente, os resultados foram ofuscado pela deterioração das expectativas de inflação no contexto da percepção de agravamento do quadro fiscal e, sobretudo, pelo impacto negativo que as revisões para baixo nas projeções de crescimento econômico para 2022 têm causado”, afirma.

Segundo cálculos do BTG, o prêmio para manter ações é de 4,2%, um desvio padrão acima da média, “embora as taxas de 10 anos tenham disparado para 5,5%, de 4,1% três meses atrás”, aponta.

“O ambiente econômico e político do Brasil realmente piorou nos últimos meses, e os valuations também foram impactado”, completa.

As empresas com maiores perdas no ano

Dentre as empresas, a que lidera as perdas é o Magazine Luiza (MGLU3). A empresa, que se transformou em um dos cases de maior sucesso da Bolsa, viu o seu valor de mercado derreter R$ 109,7 bilhões em 2021.

A XP lembra que o setor de varejo como um todo é fortemente impactado pelo cenário macroeconômico.

“Olhando para o segmento de e-commerce, isso tem sido ainda mais forte, seja pelo ajuste de projeções nos modelos dos analistas de mercado”, aponta.

Outra que também entrou para a lista é Vale (VALE3). A empresa acompanhou a queda dos preços do minério do ferro, que derreterem após atingir sua máxima histórica.

A XP vê a história da mineradora como uma espécie de “cabo de guerra” entre riscos de curto prazo e oportunidades de longo prazo.

Por um lado, a companhia ainda tem algumas barragens com alto risco de falha e indenizações de Brumadinho e Samarco a pagar – o que dificulta fechar no curto prazo o desconto em relação aos pares internacionais.

Do outro lado, a empresa possui ativos de alta qualidade (alguns dos melhores do mundo) e está bastante empenhada em ser líder na descarbonização para a indústria do aço, diz.

Veja a tabela:

Empresa Ticker Perda de valor de mercado em 2021
Magazine Luiza MGLU3 R$ 109 bi
Vale VALE3 R$ 106 bi
Itaú Unibanco ITUB4 R$ 82 bi
B3 B3SA3 R$ 57 bi
Bradesco BBDC4 R$ 47 bi
Santander SANB11 R$ 44 bi
Natura NTCO3 R$ 35 bi
Americanas LAME4 R$ 34 bi
Rede D’or RDOR3 R$ 33 bi
WEG WEGE3 R$ 23 bi
Banco do Brasil BBAS3 R$ 19 bi
BB Seguridade BBSE3 R$ 17 bi
Via VIIA3 R$ 15 bi
Dasa DASA3 R$ 15 bi
Americanas LAME4 R$ 15 bi
Hapvida HAPV3 R$ 14 bi
Pão de Açúcar PCAR3 R$ 14 bi

 

Última atualização por Márcio Juliboni - 01/12/2021 - 14:11

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web