Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Magnetis e Méliuz firmam parceria para oferecer cashback em investimentos

10/09/2020 - 18:35
Mercados Ações
O investidor que realizar uma aplicação de no mínimo R$ 1.000 vai receber 1% do dinheiro de volta em até 90 dias (Imagem: Unsplash/@mrkfn)

A gestora digital Magnetis fechou uma parceria com o Méliuz para oferecer cashback aos clientes no primeiro investimento. O investidor que realizar uma aplicação de no mínimo R$ 1.000 vai receber 1% do dinheiro de volta em até 90 dias.

“A maioria dos brasileiros ainda não tem o hábito de fazer investimentos. Recompensar os usuários com o cashback pode ser mais uma forma de incentivá-los a dar o primeiro passo”, comenta André Amaral, diretor de estratégia do Méliuz.

Para receber o cashback, o usuário tem que informar seus dados de contato na página da campanha com o mesmo e-mail do cadastro do Méliuz. A Magnetis enviará um link convidando o cliente a abrir uma conta na plataforma. Depois, é só fazer a aplicação.

“Agora o cliente tem um incentivo grande para testar e comprovar como é melhor investir fora do modelo antigo de bancos e corretoras“, diz Otávio Tranchesi, VP de marketing da Magnetis.

O cliente pode solicitar o resgate para conta corrente ou poupança ao atingir R$ 20 de saldo confirmado no Méliuz.

IPO

O Méliuz informou no mês passado que contratou bancos para coordenar uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês).

O BTG Pactual (BPAC11), Bradesco (BBDC4), XP Inc. (XP) e Itaú Unibanco (ITUB4) vão estruturar a operação, que deve acontecer até o fim do ano.

De acordo com a empresa, os recursos captados na oferta serão usados para ampliar serviços financeiros e o marketplace e financiar futuras aquisições. A operação também servirá para vender parte das ações detidas na companhia pelos atuais sócios.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 10/09/2020 - 18:35