Mar da JBS está dando salmão. Aquisição na Austrália abre oceano de ganhos

Lucas Eurico Simões
09/08/2021 - 15:23
Salmão Alimentos
Aquicultura ou mercado de peixes será a nova avenida de crescimento da JBS (Imagem: Unsplash/@juanmanunez)

JBS (JBSS3), apontada como a ação mais recomendada da semana entre oito corretoras, também ganhou vários pontos entre os analistas de mercado ao adquirir a produtora de salmão Huon, listada na Bolsa de Valores da Austrália (ASX), conforme anunciou a companhia no dia 06 de agosto.

Ao desembolsar AU$ 425 milhões pelo valor patrimonial da Houn, com cada ação valendo AU$ 3,85, a JBS ingressou no lucrativo mercado dos salmões.

Aquicultura será a nova avenida de crescimento da JBS, destacam analistas do BTG Pactual. Huon parece estar em uma posição financeira difícil, que vai mais em linha com o histórico de aquisições da JBS.

“A atual plataforma de produção altamente diversificada da JBS deve significar que a volatilidade de margens será de alguma forma atenuada”, explica o time do banco de investimento.

Enquanto a estrutura de capital desalavancada em um momento em que os ciclos dos EUA estão no pico significa que a geração de caixa deve permanecer forte no futuro próximo, a incorporação de novas aquisições torna-se mais fácil.

“Apenas esperamos que as novas ambições de crescimento — que se traduziram em R$ 13,3 bilhões em aquisições desde 2019 ( em torno de 17% do seu valor de mercado atual) — não coloquem em risco a forte estrutura de capital que foi construída ao longo dos anos”, adverte o BTG.

Testando oceano azul

JBS JBSS3
JBS ganha exposição a produtos de maior valor agregado, além de maior acesso aos consumidores de países desenvolvidos (Imagem: Divulgação/LinkedIn/JBS)

Segundo análise do Bank of America, à qual o Agro Times também teve acesso, a compra da australiana Huon é uma baita oportunidade à JBS ficar por dentro do lucrativo mercado de salmão, e identificar potenciais sinergias com a plataforma local.

“A aquisição mais recente da JBS a coloca em exposição a produtos de maior valor agregado e mercados em franca expansão, além de dar maior acesso à companhia aos consumidores de países desenvolvidos”, destaca o time de research do banco norte-americano.

Já o Bradesco BBI não embarcou na onda de euforia dos demais analistas. A primeira aquisição da JBS no mercado de peixes não foi relevante o suficiente para alterar a tese de investimentos.

Segundo o analista Leandro Fontanesi, a compra da Huon é de escala pequena, apenas 1,5% do valor de mercado da própria JBS, adicionando menos de 1% ao Ebitda consolidado da companhia brasileira.

Veja a seguir as recomendações para a ação da JBS:

Recomendação Preço-alvo (R$)
Bank of America Compra 50
Bradesco BBI Compra
BTG Pactual. Compra 38

Os ativos favoritos dos analistas para agosto:

Última atualização por Lucas Eurico Simões - 09/08/2021 - 15:47

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto