Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Marcopolo fornecerá “people movers” em projeto que ligará linha 13-Jade da CPTM ao Aeroporto de Guarulhos

09/09/2021 - 10:42
People Mover, Marcopolo Rail, Aeroporto de Guarulhos
As obras estão previstas para começar em janeiro e devem durar 24 meses (Imagem: Divulgação/Marcopolo)

A Marcopolo (POMO4), pela sua divisão Marcopolo Rail, focada no desenvolvimento de novos modais sobre trilhos, será responsável por fornecer “people movers”, veículos sobre trilhos 100% automatizados, ao consórcio AeroGRU, responsável pelo projeto que transportará passageiros da linha 13 da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) ao Aeroporto de Guarulhos.

Segundo a Marcopolo, a proposta foi validada entre a companhia e o consórcio, formado pelas empresas Aerom, HTB, FBS e TSEA, neste mês.

O termo aditivo para a construção do trem de acesso ao Aeroporto de Guarulhos foi assinado nesta quarta-feira.

O modelo de veículo tem zero emissão de poluentes e é baseado na tecnologia Aeromovel, similar à adotada com sucesso em aeroportos internacionais, como os de Atlanta, Chicago, Nova Iorque e San Francisco, nos Estados Unidos. É um meio de transporte automatizado em via elevada exclusiva e segregada, que usa propulsão pneumática, sem motores ou transmissão embarcados, resultando em baixo consumo energético e baixo custo construtivo por utilizar estruturas leves.

Serão três composições de dois carros integrados pela Marcopolo Rail. O sistema, com capacidade para transportar 2 mil usuários por hora, fará um trajeto de 2,6 quilômetros entre a estação ferroviária e o aeroporto, com previsão de quatro paradas (estação CPTM, terminal 1, terminal 2 e terminal 3). Segundo a Marcopolo, o percurso poderá ser percorrido em apenas seis minutos.

“Com essa iniciativa, ampliamos a nossa atuação no país e reforçamos nossa estratégia de parcerias”, comentou Petras Amaral, business head da Marcopolo Rail. “Acreditamos fortemente no potencial do metroferroviário brasileiro, que tem condições de avançar nos deslocamentos de alta capacidade com velocidade, eficiência e conforto, além apresentar diversas vantagens na relação custo versus benefício no médio prazo”.

“Esse é o primeiro investimento obrigatório previsto em contrato de concessão no setor aeroportuário por meio de aditivo contratual”, destacou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. “Esse instrumento vai possibilitar que parte da outorga que a concessionária do aeroporto pagaria à União seja usada na obra do People Mover, uma obra muito aguardada pela população”.

A iniciativa faz parte do Setembro Ferroviário, temporada de ações federais para incentivar o transporte por trilhos no país. Estão previstos para o projeto R$ 271,7 milhões de investimentos.

As obras estão previstas para começar em janeiro e devem durar 24 meses. Além da Marcopolo Rail e do consórcio AeroGRU, participam do empreendimento Schneider Electric, Minerbo Fuchs e Certifer.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 09/09/2021 - 10:42

Cotações Crypto
Pela Web