Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Marink Martins: Efeitos do “Oba-Oba” na B3

17/01/2019 - 11:37

Por Marink Martins, do blog MyVol e autor da newsletter Global Pass

Não há como contestar o ímpeto altista do índice Bovespa. Em um mundo globalizado e digitalizado, é possível que até uma senhorinha em uma ilha remota do pacífico já esteja pensando em alocar parte de sua aposentadoria em algum título que venha a se beneficiar de uma eventual alta por aqui.

Em semana de vencimento de opções, sinais claros deste otimismo podem ser facilmente detectados.

Investidores se aglomeraram na compra de contratos de opções de compra de Petrobras PN.

Com tais contratos se aproximando do fim de seu ciclo e com o “mão-forte” definitivamente vendido em volatilidade, há uma enorme dificuldade em achar compradores para tais contratos.

Observe o que ocorreu ontem com os contratos PETRA26, cujo preço de exercício é de R$25,25, com vencimento as 13:00 da próxima segunda-feira. Mesmo com o preço das ações da Petrobras PN estável, com baixíssima amplitude, negociando ao redor de R$25,80, tais contratos despencaram de 13c para 6c.

O detalhe é que, com o preço de exercício relativamente próximo do preço de negociação da PETR4 (basta uma alta de 1,6% no papel para a opção entrar no “game”), tais contratos estavam saindo por uma pechincha.

Não é de hoje que venho alertando por aqui do fato de que a popularização de estratégias utilizando derivativos vem contribuindo muito para que volatilidade implícita embutida em tais contratos fique relativamente baixa. Afinal, o otimismo exacerbado quanto a perspectiva de alta do Ibovespa faz com que diversos investidores entrem na compra de tais contratos.

Por tudo isso, é importante que você faça o seu dever de casa antes de embarcar em uma aposta especulativa utilizando derivativos e que tenha uma estratégia adequada de desinvestimento.

Lembre-se que contratos de opções são “wasting assets”; isto é, ativos cujo valor se deprecia com a passagem do tempo.

E para finalizar, trago aqui um outro tópico também associado ao “Oba-Oba” do mercado, mas distante das opções. Ontem estive olhando o “valuation” das ações da empresa Magazine Luiza. Você sabia que atualmente o mercado paga 60% a mais para cada real de lucro da MGLU3 em comparação a cada real ganho pela LREN3?

Sabe-se que são histórias diferentes. Estruturas de capital diferentes. De qualquer forma, o “valuation” da MGLU3 me fez lembrar algo que escrevi recentemente a respeito da rede de hamburgueria norte-americana Shake Shack: Provavelmente algo sintomático de um “bull market” onde o investidor endinheirado paga caro por uma ação à espera de um “white knight”! (salvador da pátria).

Vou explorar mais este tópico nos próximos comentários.

Última atualização por Gustavo Kahil - 17/01/2019 - 11:37

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto