Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Méliuz compra Promobit por R$ 13 milhões

13/05/2021 - 9:43
Méliuz
O Promobit deve minimizar os gastos da Méliuz com a aquisição de novos usuários (Imagem: Facebook/Méliuz)

A Méliuz (CASH3) fechou um contrato para a compra de 100% do capital social total e votante do Promobit por R$ 13 milhões, de acordo com o fato relevante divulgado pela companhia ontem à noite.

O valor da aquisição está sujeito a ajustes, e os sócios do Promobit terão direito a receber eventual earn-out, a depender do atingimento de determinadas metas financeiras apuradas pela empresa adquirida.

De acordo com a Méliuz, a aquisição amplia a sua capacidade de estar mais presente nas tomadas de decisão do consumidor. O Promobit também deve minimizar os gastos da companhia com a aquisição de novos usuários.

A transação será submetida para aprovação dos acionistas em assembleia geral extraordinária, ainda a ser convocada.

O Promobit foi fundado em 2013. Sua principal função é promover a troca de informações e opiniões sobre produtos e promoções entre seus usuários.

A plataforma ultrapassou 1 milhão de membros cadastrados em 2020 (site, aplicativo e extensão para navegador). Também no ano passado, o Promobit atingiu receita líquida de R$ 5,2 milhões e GMV (volume bruto de mercadorias) de R$ 160 milhões. Seu tráfego é majoritariamente direto. Nos últimos seis meses, totalizou 63 milhões de visitas.

Essa é a terceira aquisição anunciada pela Méliuz só nesse ano. No início desse mês, a companhia informou que assinou um acordo de associação com o Grupo Acesso para incorporar 100% das ações da Acessopar, holding controladora da empresa de soluções de pagamento Acesso, por R$ 324,5 milhões.

Em fevereiro, a Méliuz comunicou a compra de 51,2% das ações representativas da Picodi.com, plataforma integrada de marketplace e serviços financeiros, por aproximadamente R$ 120 milhões.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 13/05/2021 - 9:43

Pela Web