Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Métricas de preço do token EOS continuam indicando um mercado de baixa

15/10/2020 - 11:18
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Aspectos técnicos para os pares EOS/USD e EOS/BTC mostram uma tendência baixa, com os ambos os preços abaixo da MME de 200 dias e da Nuvem diária (Imagem: Medium/EOSIO)

A plataforma EOS (EOS), criada pela Block.One, é uma rede global e computacional desenvolvida para hospedar aplicações descentralizadas (dapps) e corporações autônomas descentralizadas (DACs).

O valor de mercado do ativo em dólares caiu 88% de sua alta estabelecida em abril de 2018. A capitalização de mercado está em US$ 2,47 bilhões, com US$ 233 milhões de volume negociado nas últimas 24 horas.

EOS está em 12º lugar na tabela de capitalização de mercado da Brave New Coin.

Clique aqui para saber como a rede EOS funciona.

Análise técnica

Recentemente, EOS seguiu o mercado cripto, com alguns ganhos no início de 2020, uma leve retração em março e uma forte recuperação após as baixas.

Conforme a tendência macro continua a se recuperar, a força e duração podem ser medidas usando Médias Móveis Exponenciais (MMEs), perfis de volume do intervalo visível (VPVR), pivôs anuais, “pitchforks” (“garfos de Andrew”) e a Nuvem de Ichimoku.

Clique aqui para entender mais sobre as análises técnicas descritas abaixo.

Médias Móveis Exponenciais (MMEs) são um indicador técnico de gráfico que rastreia o preço de um investimento ao longo do tempo.

No gráfico diário do par EOS/USD, as MMEs de 50 e 200 dias se cruzaram positivamente no dia 16 de agosto, após uma tendência de baixa de 150 dias.

Em 20 de setembro, essas MMEs principais ficaram novamente em baixa. EOS/USD só teve duas “Cruzes de Ouro” desde que sua negociação começou, em que ambas terminaram após um ímpeto de alta. “As Cruzes da Morte” duraram entre 150 e 300 dias.

“Cruz de Ouro” ou “Cruz da Morte” são referências para dizer se as condições são otimistas ou negativas, respectivamente. Essas cruzes aparecem um pouco tarde, mas sempre chamam a atenção de qualquer negociador.

O blockchain EOS foi ao ar no dia 14 de junho de 2018 após arrecadar cerca de US$ 4,2 bilhões em uma oferta inicial de moeda (ICO) que durou um ano, com um preço médio por token de US$ 5,74 (Imagem: Facebook/Block.One)

O perfil de volume do intervalo visível (VPVR) é um indicador que mostra a atividade de negociação ao longo de um período específico de tempo a certos níveis de preço. Assim, mostra o que foi comprado e vendido a esses níveis atuais.

O VPVR (barras horizontais do gráfico abaixo) continua a mostrar uma forte zona de resistência em US$ 3,70 e entre US$ 4,80 e US$ 5,90 e forte suporte entre US$ 2,40 e US$ 2,92.

Pivôs anuais também mostram resistência em US$ 4,50 e US$ 6,75. Além disso, não existem divergências de alta ou baixa para o volume ou índice de força relativa (RSI) neste momento.

Pontos de pivôs são usados para determinar a tendência geral do mercado em diferentes períodos. Assim, se refere à média de alta, baixa e do preço de fechamento do dia anterior de negociação.

As posições abertas na Bitfinex estão 93% para compra, em que posições abertas de compra subiram no último mês e as posições de venda estão caindo lentamente (parte superior do gráfico abaixo).

A redução de junho de 2019 nas posições de venda refletiu uma redução nas posições de venda na Bitfinex para bitcoin no mesmo dia.

Uma movimentação negativa e significativa de preço irá resultar em uma movimentação exagerada conforme as posições de compra começam a se descontrair. Isso é chamado de “long squeeze”.

“Pitchforks” (ou “garfos de Andrew”) são um indicador técnico que usa três linhas paralelas de tendência para identificar possíveis níveis de suporte e resistência, bem como uma possível irrupção e níveis de colapso.

Atualmente, o preço à vista continua a se manter nos limites de um pitchfork negativo, com pontos de âncora em dezembro de 2017 e março e abril de 2018. O preço está na metade superior do pitchfork desde março de 2019.

O preço à vista precisará ultrapassar US$ 2,94 para invalidar a tendência de baixa de 942 dias. Se o preço à vista falhar em superar a resistência atual diagonal, é provável que haja uma movimentação em direção à linha mediana de US$ 0,90 (linha amarela).

A Nuvem de Ichimoku é uma coleção de indicadores técnicos que mostram os níveis de apoio e resistência, bem como o ímpeto e a direção da tendência.

Considerando a Nuvem de Ichimoku, existem quatro métricas essenciais: o preço atual em relação à nuvem, a cor da nuvem (vermelho para baixa, verde para alta), as cruzes Tenkan (T) e Kijun (K) e o período de atraso (“lagging span”).

A cruz Tenkan, ou linha de conversão, é o ponto médio dos maiores e menores preços de um ativo nos nove períodos anteriores. Já a cruz Kijun, ou linha-base, é usada para gerar sinais de negociação quando cruzada com a Tenkan para os 26 últimos períodos.

A melhor entrada acontece quando a maioria dos sinais disparam de baixa para alta, ou vice-versa.

Métricas atuais da Nuvem sobre o quadro temporal diário com configurações duplicadas (20/60/120/30) para sinais mais precisos, indicam uma baixa.

O preço à vista está abaixo da Nuvem, então a Nuvem indica uma mercado de baixa, assim como as cruzes T/K. O período de atraso está abaixo da Nuvem e do preço à vista.

A tendência continuará em baixa enquanto o preço à vista se mantiver abaixo da Nuvem, atualmente em US$ 3,08.

Por fim, métricas de tendência para o par EOS/BTC ecoam o par EOS/USD. O preço à vista está novamente abaixo da MME de 200 dias após uma “Cruz de Ouro” quase ter acontecido no dia 16 de fevereiro. A tendência se manterá em baixa contanto que o preço à vista se mantenha abaixo da Nuvem.

Uma futura resistência de alta está no pivô anual de 60 mil sats e um nó de VPVR em 65 mil sats. Uma forte resistência também está na zona anterior de acumulação entre 34 mil e 38 mil sats.

“Sats” se referem a satoshis, as menores frações de um bitcoin, ou 0,00000001 BTC.

Posições abertas de compra/venda na Bitfinex para EOS/BTC estão em 64% para posições líquidas curtas (vendas). Além disso, existe uma crescente divergência de alta no RSI, sugerindo um enfraquecimento do ímpeto de baixa.

Por conta da natureza de taxa zero do blockchain, atividade de dapps no EOS disparou. Porém, mais análises demonstraram que quase 75% dessas transações provavelmente são de bots ou mineração de transações relacionada a airdrops da EIDOS.

Em janeiro e fevereiro, o blockchain ficou congestionado com transações, já que blocos por dia caíram significativamente.

Existe uma preocupação contínua em relação à concentração de produtores de bloco de EOS na Ásia, o que pode resultar na centralização de governança.

Além disso, o tamanho completo e nós na EOS não pode ser determinado, mas é muito provável que o blockchain tenha aumentado além dos 4TB discutidos em 2019. Muitos nós completos e funcionais são importantes para que uma rede mantenha a descentralização e continue operando normalmente.

Antes tarde do que nunca, a EOS precisará lidar com o fardo crescente tanto do tamanho do blockchain como dos requisitos de banda larga.

Aspectos técnicos para os pares EOS/USD e EOS/BTC mostram uma tendência baixa, com os ambos os preços abaixo da MME de 200 dias e da Nuvem diária.

Suporte para EOS/USD está entre US$ 2,40 e US$ 2,92 com uma possível reversão de média em US$ 1. O par EOS/BTC caiu abaixo da variação atual de 130 dias e agora está próximo a baixas multianuais. O suporte negativo está em 14 mil sats com base no VPVR.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 15/10/2020 - 11:18