Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Ministério da Economia estuda antecipar pagamento de 13º de aposentados no ano

12/01/2021 - 17:41
Ministério da Economia
Guedes também disse que, diante de uma segunda onda da pandemia, o governo teria condições de adotar medidas de enfrentamento na linha do que foi feito em 2020 (Imagem: Geraldo Magela/Agência Senado)

O governo estuda adiantar em 2021 parte dos pagamentos do 13º de pensionistas e aposentados e também do abono salarial como forma de conter o baque à economia do fim do auxílio emergencial, disse à Reuters nesta terça-feira uma fonte do governo com conhecimento direto do assunto.

Normalmente, a primeira parcela do 13º da Previdência, com 50% do valor do pagamento, é paga com o benefício de agosto e a segunda parte, com o de novembro.

A ideia da equipe econômica é antecipar parte do pagamento para o primeiro semestre.

No ano passado, o 13º do INSS foi integralmente pago no primeiro semestre, no valor total de 47,5 bilhões de reais, como uma das medidas de enfrentamento ao impacto econômico da pandemia da Covid-19.

Agora, em meio ao recrudescimento da pandemia e ao fim dos pagamentos do auxílio emergencial, o governo quer retomar parcialmente o expediente, que não impacta a despesa total do ano, sujeita à regra do teto de gastos que limita o crescimento das despesas à variação da inflação.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, já afirmou que o governo, que começou o ano sem que o Congresso tenha aprovado o Orçamento para 2021, teria condições de antecipar benefícios para “calibrar a aterrisagem da economia”.

Guedes também disse que, diante de uma segunda onda da pandemia, o governo teria condições de adotar medidas de enfrentamento na linha do que foi feito em 2020, mas que ainda não haveria clareza sobre essa necessidade.

O Palácio do Planalto não comentou o assunto e disse que a imprensa deveria encaminhar demanda ao Ministério da Economia. Procurado, o ministério ainda não comentou.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 12/01/2021 - 17:41