Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Vitreo DTVM

Ministério Público abre investigação sobre uso de avião da FAB para transporte de garimpeiros

21/08/2020 - 20:36
Floresta amazonica
Lideranças munduruku negaram, em carta ao MPF, que as pessoas transportadas representassem o povo (Imagem:REUTERS/Nacho Doce)

O Ministério Público Federal (MPF) abriu investigação para apurar o uso de aeronave da Força Aérea Brasileira para o transporte de garimpeiros, o que poderia configurar improbidade administrativa por desvio de finalidade, informou a instituição nesta sexta-feira.

Segundo nota no site da Procuradoria da República no Pará, uma das aeronaves originalmente enviadas ao Estado em apoio a operação de combate a crimes ambientais nas terras indígenas Munduruku e Sai Cinza, a pedido do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente (Ibama), teria transportado mineradores ilegais a Brasília para um suposto encontro com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles.

“Verificam-se, no presente caso, fortes indícios de desvio de finalidade na utilização de aeronaves da Força Aérea Brasileira, as quais, a princípio, deveriam ser destinadas para efetividade da Operação Verde Brasil 2 no combate à mineração ilegal”, argumentou o MPF ao instaurar a investigação, na quinta-feira, em Itaituba (PA).

A apuração tem como base documento da FAB ao Ministério Público, que relata ordem em 6 de agosto para a cessão do avião ao transporte de líderes indígenas da região para um encontro com Salles. A carta diz que os sete moradores levados na aeronave atuam em defesa dos interesses dos garimpeiros.

Lideranças munduruku negaram, em carta ao MPF, que as pessoas transportadas representassem o povo.

A determinação para o transporte dos mineradores ilegais foi acompanhada de uma ordem de suspensão temporária da Operação Verde Brasil 2 na região de Jacareacanga, o que, segundo o MPF, acabou prejudicando as atividades de fiscalização ao dar tempo para a ocultação do maquinário utilizado no desmatamento.

O líder da bancada do PSB na Câmara, deputado Alessandro Molon (RJ), informou que pedirá informações ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão, que tomou a frente da discussão ambiental no país, ao Ministério do Meio Ambiente e ao Ministério da Defesa.

A bancada também quer detalhes da reunião entre Salles e os garimpeiros e questiona os motivos da ordem que suspendeu a operação de fiscalização na região.

“É muito grave a denúncia de que aeronaves federais tenham sido usadas para transportar para uma reunião em Brasília quem está praticando crimes ambientais. Mais grave ainda é a suspeita de que o ministro Ricardo Salles esteja facilitando a retirada de máquinas dos invasores ao interromper operações contra atos que ele deveria estar combatendo”, disse o deputado.

Os ministério do Meio Ambiente e da Defesa não responderam de imediato a pedidos de comentários.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por André Luiz - 21/08/2020 - 20:36