Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Natura (NTCO3): Para XP, troca de CEO simplifica estrutura corporativa e alavanca autonomia

17/06/2022 - 14:41
Natura
Ações da Natura dispararam após o anúncio da troca de CEO, chegando à alta de 10% no pregão (Imagem: Diana Cheng/Money Times)

A XP Investimentos reiterou sua recomendação de compra para os papéis da Natura&Co (NTCO3) em meio ao processo de troca de CEO.

Substituindo Roberto Marques no cargo de presidente-executivo da empresa, entra Fábio Barbosa. O executivo já foi CEO do Banco Real/Santander por 15 anos e hoje é membro do conselho de diversas empresas, incluindo Ambev (ABEV3), Itaú (ITUB4) e a própria Natura.

O executivo destacou que suas principais contribuições para a companhia devem ser sua experiência na gestão de pessoas e descentralização.

Na leitura da corretora, a mudança é positiva, pois simplifica a estrutura corporativa da companhia e alavanca a autonomia dos CEOs nas unidades de negócio, além de aumentar a agilidade da empresa para tomar decisões durante um cenário macro desafiador.

Segundo a XP, Barbosa tem um sólido histórico profissional, sobretudo no mercado financeiro. Barbosa também é um forte apoiador das práticas ESG, destaca a corretora, tendo trabalhado no lançamento do primeiro fundo brasileiro focado em responsabilidade social (Fundo Ethical).

Na quarta-feira (15), as ações da companhia dispararam após o anúncio, fechando em alta de mais de 8% no pregão.

Economias

De acordo com a head de varejo Danniela Eiger e equipe, as mudanças na Natura devem levar a economias na estrutura corporativa.

Hoje, as despesas totalizam cerca de US$ 80 milhões, mais ou menos 8% da estimativa de Ebitda (lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização) para 2023 da XP.

A corretora espera que essas economias sejam capturadas no próximo ano, “uma vez que ocorrerá um processo de transição com um comitê que deve ser eliminado com a conclusão desse processo (até o fim de 2022)”.

A XP segue com um olhar construtivo para a reestruturação da Avon, tendo o ponto como uma importante alavanca de valor para defender a sua tese de investimento da Natura.

“Apesar de esperarmos que o momento de resultados de curto prazo siga desafiador por conta do cenário macro atual, devemos começar a ver uma melhora mais material de métricas operacionais da Avon no segundo semestre de 2022″, aponta.

A Natura não deu nenhum indício de que mais mudanças seriam feitas. Contudo, a companhia mencionou que o comitê de transição irá analisar o que deve ser descentralizado e eliminado, assim como potenciais revisões geográficas.

Diante disso, a XP acredita que poderá ser feito novos ajustes dentro das unidades de negócio ou entre elas.

Disclaimer

Money Times publica matérias informativas, de caráter jornalístico. Essa publicação não constitui uma recomendação de investimento.

Siga o Money Times no Facebook!

Curta nossa página no Facebook e conecte-se com jornalistas e leitores do Money Times. Nosso time traz as discussões mais importantes do dia e você participa das conversas sobre as notícias e análises de tudo o que acontece no Brasil e no mundo. Siga agora a página do Money Times no Facebook!

Última atualização por Diana Cheng - 17/06/2022 - 14:41

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender
As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto