Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Necton inclui Gerdau e Vivara na carteira recomendada de agosto; JBS e Porto Seguro saem

04/08/2020 - 12:43
Loja da Vivara no Shopping Maringá Park
A escolha da Vivara se baseou no ambicioso plano de expansão das lojas da marca, que deve explorar novos nichos e se beneficiar da mudança de seu mix de produtos (Imagem: LinkedIn/Vivara)

A Necton atualizou a carteira recomendada de ações para agosto com duas trocas na composição: JBS (JBSS3) por Gerdau (GGBR4) e Porto Seguro (PSSA3) por Vivara (VIVA3).

Na avaliação dos analistas, a Gerdau tem drivers importantes no curto prazo que podem fazer o papel performar bem na B3 (B3SA3), como uma exposição maior ao setor de construção civil, que tem se mostrado mais resiliente, e o pacote de infraestrutura americano de US$ 1 trilhão anunciado pelo governo de Donald Trump. Além disso, a Gerdau possui diferenciais competitivos em relação aos pares CSN (CSNA3) e Usiminas (USIM5).

A escolha da Vivara se baseou no ambicioso plano de expansão das lojas da marca, que deve explorar novos nichos e se beneficiar da mudança de seu mix de produtos.

“Apesar dos efeitos negativos com a intensificação da covid-19, que acarretou no fechamento de todas as lojas na segunda quinzena de março e mudança de guidance para 2020, […] vemos a companhia com bons posicionamentos para suportar a crise, em que destacamos o elevado estoque, que possibilita menor custo com a compra de matéria prima (especialmente o ouro), assim como mudanças de coleções, que não tendem a sofrer tanto”, explicou a Necton.

Empresa Ticker Peso
Bradesco BBDC4 10%
Banco do Brasil BBAS3 10%
Gerdau GGBR4 10%
Via Varejo VVAR3 10%
Vale VALE3 10%
B3 B3SA3 10%
Vivara VIVA3 10%
Hermes Pardini PARD3 10%
BR Distribuidora BRDT3 10%
ETF Small Caps SMALL11 10%

A carteira superou a alta de 8,27% registrada pelo Ibovespa em julho, tendo encerrado o período com uma valorização de 11,54%.

Glauco Legat, analista-chefe da Necton, destacou que julho seguiu o movimento de recuperação dos mercados pelo quarto mês seguido, impulsionado por indicadores econômicos e resultados de empresas.

“O movimento de flexibilização das quarentenas em diversos países também foi responsável por sustentar um maior otimismo com a recuperação econômica para os próximos meses”, acrescentou.

O economista-chefe André Perfeito avaliou que o mercado de capitais continuará surfando a “onda da ampla liquidez e dos juros baixos este ano”.

“Chamamos atenção para eventuais problemas em meados do semestre caso a reforma [tributária] não avance e se tivermos uma segunda onda de contágio de covid-19 sem termos ainda uma vacina ou tratamentos adequados”, ressaltou o especialista.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 04/08/2020 - 12:43