Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

O que está mexendo com os mercados? Veja as principais notícias desta tarde

14/01/2021 - 13:22
B3 B3SA3 Bolsa Mercados ações Ibovespa
Em relatórios a clientes, bancos e gestoras de recursos apontaram tendência majoritária positiva para a sessão, diante da expectativa de que o presidente eleito dos EUA, Joe Biden (Imagem: REUTERS/ Paulo Whitaker)

1 – Ibovespa sobe com investidor de olho em pacote trilionário

O principal índice da bolsa paulista subia nesta quinta-feira, dando sequência ao movimento pendular desta semana, com a ponta compradora de ações voltando a predominar, refletindo o otimismo com possível anúncio de novas medidas de estímulo econômico nos Estados Unidos.

Às 12h24, o Ibovespa anotava valorização de 1%, aos 123.151,77 pontos. O giro financeiro da sessão era de 9,5 bilhões de reais.

Em relatórios a clientes, bancos e gestoras de recursos apontaram tendência majoritária positiva para a sessão, diante da expectativa de que o presidente eleito dos EUAJoe Biden, anuncie um novo pacote fiscal na ordem de 2 trilhões de dólares para dar suporte à economia afetada pela Covid-19.

Os principais índices de Wall Street abriram ligeiramente em alta nesta quinta-feira, com investidores aguardando detalhes sobre as propostas de estímulo do presidente eleito Biden, para impulsionar a economia, depois de dados mostrarem dificuldades de recuperação do mercado de trabalho.

2 – Dólar abre em queda

dólar emendava a terceira queda nesta quinta-feira, com investidores dando sequência a um movimento de retirada de prêmio de risco depois das fortes altas da primeira semana do ano, com o real beneficiado nesta sessão por expectativas de mais estímulos nos Estados Unidos.

Às 13h12, o dólar spot caía 1,50%, a 5,20 reais na venda.

Na véspera, a moeda recuou 0,16%, depois de na terça-feira, despencar 3,32%, maior queda em dois anos e meio. A correção veio após a cotação saltar 6,01% nas seis primeiras sessões de 2021, pior início de ano desde pelo menos 2003.

3 – Biden apresentará plano para injetar US$ 1,5 trilhão em economia

O presidente eleito dos Estados UnidosJoe Biden, vai apresentar uma proposta de pacote de estímulo nesta quinta-feria para impulsionar a economia durante a pandemia de coronavírus com um alívio econômico que pode superar 1,5 trilhão de dólares e ajudar as comunidades minoritárias.

Biden fez campanha no ano passado com a promessa de enxergar a pandemia de forma mais séria que o presidente Donald Trump, e o pacote busca colocar essa promessa em movimento com um influxo de recursos para a distribuição da vacina contra o coronavírus e a recuperação econômica.

O novo governo vai trabalhar com o Congresso em um rápido pacote de estímulo depois que Biden assumir o cargo em 20 de janeiro, embora o impeachment de Trump ameace dominar os parlamentares nas primeiras semanas.

4 – Economia da Alemanha encolhe 5%

economia da Alemanha encolheu 5% em 2020, menos do que o esperado, uma vez que forte resposta estatal ajudou a limitar os problemas causados pela pandemia de Covid-19, mostraram nesta quinta-feira dados preliminares da agência de estatísticas.

A contração do Produto Interno Bruto foi menor do que a expectativa de queda de 5,1% em pesquisa da Reuters e também em relação ao recuo recorde de 5,7% sofrido em 2009 durante a crise financeira global.

Jair Bolsonaro
A notícia sobre uma possível saída de André Brandão no comando do Banco do Brasil foi mal recebida pelo mercado (Imagem: REUTERS/Ueslei Marcelino)

O governo de coalização da chanceler Angela Merkel adotou desde março uma série sem precedentes de medidas de resgate e estímulo para ajudar as empresas e os consumidores a superarem a pandemia.

Com ajuste para os efeitos do calendário, a economia contraiu 5,3%, mostraram os dados preliminares.

5 – Bolsonaro se cala quando indagado por apoiador se demitirá presidente do Banco do Brasil

O presidente Jair Bolsonaro se manteve em silêncio diante de uma pergunta de um apoiador sobre se demitiria o presidente do Banco do Brasil (BBAS3), André Brandão, ao deixar o Palácio da Alvorada na manhã desta quinta-feira.

“Presidente, é verdade que o presidente do Banco do Brasil vai ser demitido?”, indagou um dos apoiadores que aguardava Bolsonaro na saída do palácio. O presidente ficou calado e não fez nenhum comentário.

A notícia sobre uma possível saída de André Brandão no comando do Banco do Brasil foi mal recebida pelo mercado, tanto que as ações da estatal apresentaram uma queda expressiva no pregão de ontem, tendo recuado 4,94% no fechamento, a R$ 37,55.

Segundo a Ativa Investimentos, a notícia coloca em xeque qualquer possibilidade de o Banco do Brasil assumir uma gestão mais liberal no momento.

Na avaliação da XP Investimentos, ela sinaliza de maneira positiva para o mercado que o mandato de Brandão seria voltado para ganho de eficiência por meio de uma reestruturação organizacional. Ainda assim, à espera de uma confirmação, a corretora manteve recomendação de compra para o papel, com preço-alvo de R$ 43.

As ações do Banco do Brasil seguem em trajetória de queda nesta quinta. Por volta das 12h05, os papéis caíam 0,21% a R$ 37,47.

Última atualização por Renan Dantas - 14/01/2021 - 13:22

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.
Cotações Crypto
Pela Web