Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Olha a cesta! Spencer Dinwiddie lança veículo de investimento digital

13/01/2020 - 15:19
Traduzido e editado por Daniela Pereira do Nascimento
Spencer Dinwiddie NBA jogador ethereum token
Spencer Dinwiddie, jogador do Brooklyn Nets, vai tokenizar seu contrato com a NBA (Imagem: Money Times)

Após meses de indecisão com a NBA, Associação Nacional de Basquete dos EUA, hoje, 13, Spencer Dinwiddie lança seu primeiro veículo de investimento digital.

Anteriormente, o plano do jogador foi rejeitado pela NBA, já que era considerado como uma violação ao acordo de negociação coletiva da associação.

Especificamente, a NBA acreditava que o plano dele fosse um “acordo terceirizado” e que sua opção de jogador terceirizada fosse violada por regras de proibição a jogos de azar.

Desde então, Dinwiddie modificou seu veículo de investimento, removendo o nome e a imagem da NBA e optando por torná-lo em um título convencionado, sem incentivos de desempenho relacionados à sua opção de jogador.

Anunciado em novembro, o plano de Dinwiddie é converter seu contrato de três anos com a NBA, de US$ 34 milhões, em um veículo de investimento digital (security token) por meio da sua empresa DREAM Fan Shares, com o ticker $SD8.

Assim, ele receberá um pagamento único adiantado de US$ 13,5 milhões, em que investidores no token ganham juros por meio do pagamento bimensal de Dinwiddie. O token vai ser lançado na Ethereum.

O contrato tokenizado entre a NBA e Spencer Dinwiddie é um acréscimo intrigante à tese de cripto, “tokenização de tudo”.

Dinwiddie considera atletas como ativos, não funcionários, em que ligas esportivas são como acionistas que usem fãs e ativos.

Ao tokenizar seu contrato da NBA, Dinwiddie acredita que pode criar uma nova classe de ativos que pode fornecer uma fonte interessante de rendimentos não correlacionados e resistentes à recessão para investidores.

Igualmente apelativo é como o plano se encaixa tematicamente à ideia de autossoberania, um valor expresso da indústria de criptoativos.

Dar aos atletas a capacidade de tokenizar seus contratos e receber dinheiro adiantado poderia melhorar, significativamente, a flexibilidade financeira dos jogadores.

Não apenas permitiria que jogadores abdicassem de empréstimos no início de suas carreiras, mas também daria a eles maior capacidade de monetizar seus ganhos no auge de suas carreiras.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 15/01/2020 - 9:44