Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Pandemia não abala plano de expansão e estratégia “figital” da Pernambucanas

09/12/2020 - 11:30
Sergio Borriello, CEO da Pernambucanas
Sergio Borriello, CEO da Pernambucanas (Imagem: Divulgação/Pernambucanas)

Não é surpresa que o surgimento do coronavírus acelerou o processo de digitalização do varejo brasileiro. Seja pela mudança no comportamento do consumidor ou pela trajetória de crescimento do e-commerce já no período pré-pandemia, as varejistas descobriram uma avenida de crescimento e investiram pesado nos canais digitais neste ano.

Algumas empresas, no entanto, continuam apostando no sucesso do formato físico – embora também estejam atentas à demanda online. É o caso da Pernambucanas.

Mesmo em época de crise e com a aceleração do comércio eletrônico, a Pernambucanas seguiu com seu plano de expansão e inaugurou quase 40 lojas em 2020, superando a marca de 400 unidades abertas. Foram criados até o fim de novembro 32 pontos de vendas, espalhados em diversos estados brasileiros.

Sergio Borriello, CEO da companhia, acredita na união do físico com o digital, o “figital”. Em entrevista ao Money Times, o executivo disse que “a digitalização é o driver de perpetuidade para a companhia, mas não renuncia a força que vem do relacionamento firmado junto aos nossos clientes, que é feito por meio do contato físico”.

O objetivo da Pernambucanas é oferecer um serviço completo ao consumidor, tanto nas lojas físicas quanto nos canais digitais. É por isso que a varejista centenária tem expandido o portfólio de produtos por meio de parcerias.

Diversificação

As novas lojas da Pernambucanas, além de roupas, itens de casa, eletroportáteis e aparelhos de telefonia e informática, passaram a comercializar produtos para bebês, brinquedos, bijuterias, perfumes, maquiagens, artigos esportivos e até confecção e acessórios para pets.

Borriello contou que a ampliação das categorias faz parte da estratégia do Laboratório Comercial da empresa. Em vez de descartar linhas de produto já existentes, a varejista trabalha na identificação de linhas com maior apelo entre consumidores.

“Com a inclusão de novas categorias no negócio, a empresa quer mostrar a solidez, diversificação e expertise da Pernambucanas, oferecendo uma experiência de compra única e tornando a Pernambucanas uma extensão de cada lar”, afirmou.

Loja Pernambucanas
Seguindo a estratégia “figital”, a Pernambucanas repaginou suas lojas físicas com totens de autoatendimento, serviço Clique e Retire e venda assistida pelo tablet (Imagem: Divulgação/Pernambucanas)

Canais digitais

No período mais agudo da pandemia, quando os estabelecimentos tiveram que ficar fechados para impedir a propagação da doença, a Pernambucanas se voltou inteiramente ao e-commerce.

A companhia ofereceu combos de ofertas exclusivas e frete grátis em alguns produtos; fechou parcerias com empresas de delivery, meios de pagamentos, buscadores e marketplaces; e instalou totens de autoatendimento em frente às lojas com disponibilidade de alguns serviços financeiros, como pagamento de faturas do cartão. De acordo com o CEO, os esforços resultaram em um incremento de 1.600% no faturamento dos canais digitais ante o mesmo período de 2019.

Com as lojas físicas voltando a funcionar, a Pernambucanas habilitou para as suas mais de 400 unidades o serviço Clique e Retire, no qual o cliente faz suas compras online e retira o produto na loja.

“O Clique e Retire alia a conveniência da compra digital com a praticidade da entrega presencial na loja de escolha do cliente. Com mais essa facilidade, a marca responde a uma demanda de seus consumidores que querem comprar online, mas não estão em casa durante o dia para receber suas entregas”, comentou Borriello.

Na própria loja, o consumidor tem à disposição, além dos totens de autoatendimento, a venda assistida pelo tablet, junto aos vendedores.

O aplicativo da Pernambucanas completa o modelo “figital” adotado pela varejista. Além da Pernambucanas Prime, o cliente pode resgatar cupons de desconto na ferramenta e fazer uso da Sacola de Descontos Digital.

A Pernambucanas também lançou recentemente uma nova unidade de negócio voltada para o comércio entre empresas (B2B): uma plataforma com produtos essenciais para o dia a dia das organizações.

As empresas podem usar o canal para ver informações dos produtos e comparar preços. A venda é feita por diversos canais, como e-mail, telefone e WhatsApp.

No momento, a plataforma está comercializando itens de cama, mesa e banho, além de máscaras de proteção em tecido, álcool em gel 70%, uniformes personalizados e aparelhos de telefonia, como smartphones e tablets. Borriello disse que os notebooks ganharam atenção especial nessa pandemia por conta do home office.

“Muitas empresas não estavam preparadas para isso e precisaram de aparelhos para dar conta da demanda”, destacou o executivo.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Diana Cheng - 09/12/2020 - 11:30

Pela Web