Economia

Passagens aéreas acumulam alta de 35,24% no ano; confira o preço médio

13 dez 2023, 12:53 - atualizado em 13 dez 2023, 12:53
Passagens aéreas
Passagens aéreas acumulam alta histórica (Imagem: Pixabay/blende12)

A alta das passagens aéreas em 2023 é de 35,24%, segundo dados divulgados pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Em novembro, as passagens aéreas foram o item com o maior peso no IPC (Índice de Preços ao Consumidor), com alta de 24,87%.

De acordo com levantamento feito pelo G1, o preço médio das passagens de avião para voos domésticos em setembro, de R$ 747,66foi o maior já registrado desde o início da série histórica. 

Usnado dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a agência considera o preço médio de todos os assentos comercializados no período, sem contar as taxas aeroportuárias.

  • Por que é hora de vender Santander (SANB11)? Larissa Quaresma, analista da Empiricus Research, recomenda outro bancão preferido para investir agora no Giro do Mercado desta quarta-feira (13), saiba mais clicando aqui: 

Passagens aéreas baratas?

O Governo Federal promove o programa Voa Brasil, que promete a venda de passagens aéreas a R$ 200. No entanto, após ser adiado por diversas vezes, o programa não tem uma data definida para ser lançado.

O Ministério de Portos e Aeroportos indica que “o lançamento do programa Voa Brasil está próximo, mas, no momento, sem data definida”.

O Voa Brasil é voltado para pessoas que não viajam há 12 meses. Além disso, atenderá:

  • aposentados;
  • pensionistas do INSS;
  • estudantes;
  • pessoas que possuam renda de até R$ 6.800.

Aqueles considerados elegíveis para adesão do programa poderão comprar até quatro passagens pelo Voa Brasil por ano.

Estagiária
Estudante de jornalismo. Foi redatora durante um ano, trabalhando com hard news. Escreve sobre tecnologia, economia, política e empresas.
Estudante de jornalismo. Foi redatora durante um ano, trabalhando com hard news. Escreve sobre tecnologia, economia, política e empresas.