Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Pedidos semanais de auxílio-desemprego dos EUA sobem menos do que o esperado

04/03/2021 - 11:16
Eua
Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego totalizaram 745 mil em dado ajustado sazonalmente na semana encerrada em 27 de fevereiro (Imagem: REUTERS/Bryan Woolston)

O número de norte-americanos que entraram com novos pedidos de auxílio-desemprego subiu na semana passada, provavelmente impulsionado pelas tempestades brutais de inverno no densamente povoado Sul do país em meados de fevereiro, embora as perspectivas do mercado de trabalho estejam melhorando em meio à queda dos novos casos de Covid-19.

Os pedidos iniciais de auxílio-desemprego totalizaram 745 mil em dado ajustado sazonalmente na semana encerrada em 27 de fevereiro, em comparação com 736 mil na semana anterior, disse o Departamento do Trabalho dos EUA nesta quinta-feira.

Economistas consultados pela Reuters previam 750 mil solicitações na última semana.

O clima rígido no Sul deixou grandes partes do Texas sem energia ou água por dias. O frio intenso interrompeu a produção e as refinarias de petróleo no Texas, o maior produtor de gás natural e petróleo dos Estados Unidos.

Conheça as maiores Big Techs da bolsa americana que entregam valores maiores do que o mercado

O mercado de trabalho tem ficado aquém da aceleração da atividade econômica geral, que foi impulsionada por quase 900 bilhões de dólares em alívio adicional pela pandemia fornecido pelo governo no final de dezembro. Os gastos do consumidor se recuperaram fortemente em janeiro, enquanto os casos diários de coronavírus e hospitalizações têm caído com força.

Embora o ritmo de declínio nas infecções tenha estagnado, economistas acreditam que o mercado de trabalho acelerará na primavera e no verão no Hemisfério Norte, observando que as vacinações estão aumentando diariamente.

Também deve haver um impulso nas contratações com o plano de recuperação de 1,9 trilhão de dólares do presidente norte-americano Joe Biden, que está sendo analisado pelo Congresso.

Os pedidos de auxílio-desemprego semanais caíram de um recorde de 6,867 milhões de solicitações alcançado em março de 2020, quando a pandemia atingiu os Estados Unidos.

No entanto, eles permanecem acima do pico de 665 mil cravado durante a Grande Recessão de 2007-09. Em um mercado de trabalho que funciona bem, os pedidos variam normalmente entre 200 mil e 250 mil.

Os pedidos de auxílio-desemprego semanais caíram de um recorde de 6,867 milhões de solicitações alcançado em março de 2020 (Imagem: REUTERS/Carlo Allegri/File Photo)

Os dados de auxílio-desemprego da semana passada não têm relação com o relatório de empregos de fevereiro, uma vez que estão fora do período durante o qual o governo consultou estabelecimentos e famílias.

De acordo com uma pesquisa da Reuters com economistas, o governo dos EUA provavelmente anunciará na sexta-feira a criação de 180 mil empregos fora do setor agrícola em fevereiro, após um ganho de apenas 49 mil em janeiro.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Rafael Borges - 04/03/2021 - 11:16

Pela Web