Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Petróleo fecha estável com “embate” entre dados econômicos e pandemia

06/07/2020 - 17:46
Petróleo
Dados alemães, entretanto, mostraram que a recuperação da pandemia de Covid-19 será lenta e dolorosa (Imagem: REUTERS/Todd Korol)

Os contratos futuros do petróleo terminaram esta segunda-feira praticamente estáveis, com dados econômicos positivos dando suporte aos preços, mas um salto no número de casos de coronavírus nos Estados Unidos pressionando as cotações.

O petróleo Brent fechou em alta de 0,30 dólar, a 43,10 dólares por barril, enquanto o petróleo dos EUA (WTI) recuou 0,02 dólar, para 40,63 dólares o barril.

“As forças opostas no mercado do petróleo neste momento são a reabertura de economias ao redor do mundo, o que aumenta a demanda por petróleo, e as preocupações com o fechamento de economias ao redor do mundo, diante de uma nova alta no número de casos do vírus”, disse Andy Lipow, presidente da consultoria Lipow Oil Associates.

Nos cinco primeiros dias de julho, 16 Estados norte-americanos relataram quantidades recordes de novos casos de Covid-19, doença que já infectou quase 3 milhões de habitantes dos EUA e matou mais de 130 mil, segundo contagem da Reuters.

Enquanto isso, a atividade de serviços dos EUA se recuperou com força em junho, quase retornando aos níveis pré-pandemia. A economia da China, por sua vez, está se recuperando, com os mercados de capitais do país atraindo dinheiro e estabelecendo o cenário para um mercado altista saudável, disse em editorial uma publicação oficial do país asiático.

Dados alemães, entretanto, mostraram que a recuperação da pandemia de Covid-19 será lenta e dolorosa. As encomendas à indústria no país se recuperaram moderadamente em maio, enquanto um quinto das empresas da maior economia da Europa afirmou em pesquisa publicada nesta segunda-feira que teme a falência.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Bruno Andrade - 06/07/2020 - 17:46