Plataforma da C6 Bank permite que clientes invistam em fundos cripto da Hashdex

05/05/2021 - 9:55
O investimento nos fundos da Hashdex permitem que investidores tenham exposição às criptomoedas sem ter de comprá-las e gerenciá-las diretamente (Imagem: Medium/C6 Bank)

Esta semana, o C6 Bank passa a oferecer a possibilidade de investimento em dois fundos de criptoativos: o fundo Hashdex 20 Nasdaq Crypto Index FIC FIM (para o investidor geral) e fundo Hashdex 40 Nasdaq Crypto Index FIC FIM (investidores qualificados).

O fundo Fundo Hashdex 20 NCI tem aplicação inicial de R$ 500, em que o valor mínimo para as aplicações seguintes é de R$ 100.

É adequado para quem não quer deixar de se expor a esse mercado pois, como o próprio nome sugere, 20% é alocado em criptoativos e os 80% restantes à renda fixa. Esse fundo teve uma rentabilidade de 52,09% no ano.

Já investidores qualificados — aqueles que têm investimentos acima de R$ 1 milhão — podem recorrer ao Fundo Hashdex 40 NCI com uma aplicação inicial de R$ 10 mil. Nesse fundo, 40% é investido em criptomoedas, com rentabilidade de 128,07% no ano.

Ambos os fundos permitem o resgate após sete dias úteis.

“A oferta de fundos de criptoativos vai ao encontro do nosso objetivo de diversificação da plataforma de investimentos do banco, que cada vez mais apresenta produtos para diferentes perfis de investidor”, explica Romildo Valentehead da área de investimentos do C6 Bank.

No aplicativo do C6 Bank, é possível consultar e contratar mais de 200 fundos de investimento, nas categorias multimercado, renda fixa, renda variável, cambial, criptoativos, entre outros.

Para consultar os fundos da Hashdex na plataforma de investimentos do banco, basta acessar “Investimentos” > “Catálogo de produtos” > “Fundos”. Depois, é só selecionar “Classificação” e escolher “Fundo Crypto”.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

Autorizo o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Daniela Pereira do Nascimento - 05/05/2021 - 10:01

Pela Web