Por que a ação da Klabin é a melhor opção do setor de papel e celulose?

16/09/2021 - 7:44
Papel e celulose, Papelão, Klabin
A aceleração do setor de e-commerce no Brasil, que demanda embalagens, é um dos pontos à favor da Klabin (Imagem: LinkedIn/Klabin)

A Klabin (KLBN11), que atua no mercado de papel & celulose, é a companhia que melhor deve aproveitar o cenário de exportações — que se desenha no Brasil — dentre as empresas que fazem parte da cobertura de ações do Bank of America.

Segundo dados da Associação Brasileira de Embalagens Em Papel (Empapel), as exportações de papelão caíram em torno de 3% em agosto, no comparativo anual, dada a forte base de comparação, quando o mesmo mês em 2020 havia crescido o volume em 8% sobre o ano anterior.

O ponto em que os analistas do banco norte-americano querem chegar é: trata-se da primeira queda mensal de exportações da commodity desde maio do ano passado, o mês mais atingido pelos efeitos da pandemia de Covid-19.

Ainda assim, o mês passado teve o 2° melhor volume da história, segundo a Empapel. Os embarques anualizados somaram 2,670 milhões de toneladas.

“Dentro de nossa cobertura, a ação da Klabin permanece como nossa favorita, dada a sua menor exposição à celulose e forte expectativa no mercado global de papel, que tem sido consistente ao longo de 2021”, comentam os analistas do banco estrangeiro.

A aceleração do setor de e-commerce no Brasil, que demanda embalagens, é outro ponto à favor da empresa.

Entrevista: como investir em agro em 2021?

Money Times conversou com Jojo Waschmann, CIO da Vitreo, para entender qual é a melhor maneira de investir em um setor que não para de crescer no Brasil: o agronegócio.

Com grande destaque no país, muitos se perguntam como é possível ganhar dinheiro com commodities agrícolas, sem ter que colocar as próprias mãos na terra.

Sabendo disso, a gestora está lançando o Vitreo Agro, com administração do BTG Pactual, que é o primeiro fundo multimercado de agronegócio do Brasil. Nele, o valor mínimo de investimentos é de R$ 100.

De acordo com Waschmann, a taxa de administração do fundo é de apenas 0,9%, ou seja, a cada R$ 1 mil investidos, você paga apenas R$ 9.

E a taxa de performance é de 10% sobre o resultado positivo que exceder 100% do CDI, o seu benchmark.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado agro?
Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Lucas Eurico Simões - 16/09/2021 - 7:53

Cotações Crypto
Pela Web