Leia os avisos legais em avenue.us. Intermediação Coin DTVM

Preço do Bitcoin tende a oscilar muito durante novembro

05/11/2019 - 9:00
Novembro tem sido um mês de grandes oscilações para o Bitcoin (Imagem: Pixabay)

Vamos analisar nesse artigo o desempenho do Bitcoin em cada um dos novembros de sua trajetória. Novembro de 2017 foi o pico da bolha Bitcoin e quando o maior rali da história do Bitcoin aconteceu e chamou a atenção de todo mundo. Do porteiro do prédio aos CEOs dos maiores bancos do mundo. Naquele período uma bolha se formou, dizem alguns analistas.

Agora, voltemos no tempo um ano depois para novembro de 2018, há exatos um ano. Ou, se você quiser ser ainda mais específico – 14 de novembro, o dia de terror do Bitcoin. Nesse dia, o preço do Bitcoin caiu abaixo do suporte dos US$ 6.000 e estabeleceu o caminho para uma queda de 50% em um mês. Naquele período a bolha(?) estourou. Com dados compilados pelo Cryptowatch.

Excetuando novembro de 2018, novembro tem sido tradicionalmente um mês muito positivo para o Bitcoin.

(Imagem: Binance)

Em novembro de 2012, o preço era bastante baixo, mas isso também tem a ver com o fato de que o Bitcoin, naquela época, não era muito popular. O mês começou em US$ 11 e fechou um pouco acima de US$ 12, representando um aumento de 13%. No entanto, a vela de preços teve uma faixa mais ampla de US$ 10,25 a US$ 12,74.

(Imagem: Coincap)

Em 2013, ou a primeira grande bolha, representou um aumento mensal de 460% da criptomoeda. O Bitcoin iniciou o mês com negociação em torno de US$ 204 e terminou em US$ 1.150. O Bitcoin levou 14 meses em um mercado em baixa para retornar à área de preços dos US$ 200.

(Imagem: Coinmetrics)

Em novembro de 2014 o Bitcoin saiu da faixa dos US$ 310 e alcançou os US$ 450. O mês terminou com o Bitcoin fechando em US$ 380, o que representou um aumento de aproximadamente 25% em relação ao valor inicial.

(Imagem: Coinmetrics)

Novembro de 2015 foi razoavelmente semelhante ao ano anterior. De fato, o Bitcoin a ser negociado em cerca de US$ 300 e subiu para US$ 470 nos primeiros dias após exibir um padrão semelhante e recuar para US$ 370.

(Imagem: Coinmetrics)

No ano seguinte, 2016, o preço do Bitcoin foi literalmente uma montanha-russa. Em novembro, houve várias oscilações de cerca de 10%, todas repentinas e em questão de dias. No entanto, depois de tudo isso, o Bitcoin alcançou cerca de US$ 710 e terminou em US$ 730, marcando um aumento insignificativo.

(Imagem: Coinmetrics)

E chega novembro de 2017: o ano de referência para o Bitcoin porque atingiu o seu nível mais alto de todos os tempos no final de dezembro daquele ano. Esse movimento, no entanto, foi iniciado em novembro, onde o Bitcoin passou dos US$ 6.400 para terminar o mês em US$ 9.300.

(Imagem: Coinmetrics)

O ano de 2018 já foi ruim o suficiente, novembro do ano passado foi o primeiro ROI negativo de novembro em sete anos. Depois de alcançar uma alta de US$ 6.544, o Bitcoin caiu para US$ 3.474, perdendo 47% de seu valor. Novembro fechou na faicha dos US$ 3.900.

(Imagem: Coinmetrics)

Este ano, entramos em novembro após um memorável outubro com preço notáveis. Após semanas de consolidação, o Bitcoin lateralizou, mergulhando para os US$ 7.300 em apenas algumas horas, mas alguns dias depois, ganhou 42%, chegando aos US$ 10.350. Depois recuou para US$ 9.200 – US$ 9.400 e tem permanecido nesse patamar.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!
Ao clicar no botão você autoriza o Money Times a utilizar os dados fornecidos para encaminhar conteúdos informativos e publicitários.

Última atualização por Leandro França de Mello - 04/11/2019 - 23:35

Cotações Crypto
Pela Web